Treze Tílias

Agora que já faz um tempinho que voltei de viagem, já posso falar sobre a minha parte favorita sem morrer de saudades e voltar correndo hahahaha. Eu nunca tinha ouvido falar nessa cidade, meu padrasto disse que como o trecho entre Puerto Iguazu e Urubici era muito, hiper, extremamente longo, seria legal se a gente parasse em alguma outra cidade no meio do caminho… Mais pra jantar, dormir e já seguir a viagem no dia seguinte. Só que como a gente ama uma janta exótica, ele escolheu uma colônia austríaca, uma cidade que é conhecida como o tirol brasileiro e realmente merece tal título! Não digo nem internet, se lá tivesse caixa eletrônico eu já me mudava, tô apaixonada.

Chegamos lá meio tarde, por volta das 20h e claro que a gente não tinha reservado hotel, afinal nem era feriado, férias… Mas como o cosmos conspira contra mim, todos os hotéis da cidade estavam lotados rerere. Nossa primeira parada foi um hotel maravilhoso, que quando eu entrei simplesmente todos os funcionários estavam vestidos a moda tirolesa e posso falar? Eles eram belíssimos, não tem gente feia naquela cidade, levem bastante corretivo e iluminador, meninas. Como os moradores da cidade são as pessoas mais fabulosas e queridas que eu já conheci na vida, nesse hotel lotado a recepcionista telefonou para todos os outros da cidade e todos estavam lotados hahahahaha. Aliás tem que ficar muito atento, porque o nome de tudo na cidade é em alemão e como os locais estão muito familiarizados com isso, eles falam bem rápido, até a cidade mesmo, eles não chamam de Treze Tílias, mas sim de Dreizehnlinden… Babado!

Como a gente tava com muita fome pra pensar, fomos pra um restaurante que vimos no começo da cidade, chamado Edelweiss, mas também conhecido como meu novo restaurante favorito.

Quando você está na cidade, na frente dos hotéis ou dos restaurantes, parece que você vai ter que deixar todo o seu dinheiro para pagar as contas, mas tudo por lá é absolutamente barato: no Edelweiss muitos vão comer pizza, que aparentemente é muito boa e bem servida, mas numa cidade típica austríaca, claro que pedimos alguma especialidade, só que eu não sei escrever o nome dos pratos muahahahaha, então tirei foto da parte típica dos cardápios, de #smart que sou:

Vocês também não amam o foco do meu celular?!

Nós pedimos o único que eu sabia falar, mas foi coincidência, porque por comida eu arrisco fazer o pedido em qualquer idioma hahahahaha. O Treze Tílias Especial traz dois joelhos de porco (que eu nunca tinha comido, mas tirando a gordurinha que vem colada na ponta do osso, eu achei maravilhoso, a carne é muito boa, bem acima da minha expectativa de comer um joelho rosado), 2 salsichões caseiros simplesmente deliciosos (eu amo tanto o salsichão que até supero o duplo sentido da frase), um monte de chucrute gostosão, arroz e batata soute. Esse prato alimenta duas pessoas muito famintas e ainda sobra um pouquinho, tudo isso pela mísera quantia de R4 40. Cite um lugar em São Paulo que você come isso por R$ 20 a cabeça…. Não sabe, né? Nem eu! Olha que comida linda:

A gente também pediu uma sopa, porque onde tem sopa eu tô pedindo, adoro uma entradinha hahahaha. Ela chama tirolerknodel e eu até decorei esse nome, de tão maravilhosa que é! Trata-se de um caldinho de legumes com um pouco de cebolinha e cheiro verde, com alguns bolinhos feitos de miolo de pão, salame e bacon… Tem como ser ruim? Tô aprendendo a fazer, assim que eu pegar o jeito de fazer os bolinhos iguais aos que comi lá, posto aqui a receitinha, vocês precisam experimentar. Ela custou R$ 12 e deu pra dividir com o Raoni numa boa, as porções são extremamente fartas.

Pra acompanhar, você precisa pedir cerveja! Existem opções convencionais, mas a fábrica da Bierbaum fica na cidade, mais precisamente no mesmo terreno do restaurante e com certeza é minha cerveja favorita. Não existe cerveja de trigo (Weiss) melhor ou parecida como essa, ela tem um perfume e um sabor incomparável, felizmente tem pra vender em alguns mercados tipo Pão de Açúcar e St. Marchê, então dá pra matar a saudade com frequência. Se você gosta de Erdinger, Eisebahn etc, precisa experimentar a Bierbaum, as outras vão parecer Dolly Guaraná. Também pedi uma cerveja de abacaxi feita por eles, que adorei, mas como é mais doce, meu padrasto e o Raoni detestaram, acho que é mais pras meninas mesmo. Cada chope Weiss de 500ml. custa cerca de R$ 7 e o de abacaxi eu acho que foi R$ 5,90. Às vezes quando estou triste fico pensando que se eu trabalhar bastante posso morar lá e ter essa refeição sempre que quiser, é tão relaxante.

Claro que depois de comer toda essa comida eu tava pra lá de satisfeita, mas a minha mãe sempre pede sobremesa e eu geralmente fico meio recalcada com a comida dos outros, dá uma inveja sabe? Então pedi um strudel de maçã e nozes com sorvete de creme, igual ao dela. Demorou uma vida pra chegar, porque eles se esqueceram do nosso pedido, mas eles se sentiram tão culpados e se desculparam tão formidavelmente pelo ocorrido, que nem nos importamos em esperar. Achei muito gostoso, mas eu acho que já comi um strudel melhor, só que era tão caro que o do Edelweiss ganha a medalha de ouro. Em todo caso não sei se pediria de novo, acho que preferia gastar o meu estômago repetindo a sopa hahahaha, não sou muito de sobremesa.

Quando a comida tava acabando e a lucidez voltou, percebemos que ainda não tínhamos hotel, então meu padrasto perguntou por alto pra garçonete, se ela tinha alguma dica dwe pousada ou hotel que poderiam ter vaga. Ela telefonou em todos os hotéis da cidade, toda fofa, mas infelizmente não tinham quartos. Foi então que ela telefonou em todos os hotéis das cidades vizinhas e começou a buscar recomendações sobre custo-benefício. Encontrou para nós um hotel em uma cidade chamada Água Doce (mesmo nome do hotel), que fica logo ao lado de Treze Tílias e por não ser turístico, custa R$ 60 a diária do casal e tem um café da manhã muito bom! Não tem luxo, mas o quarto é grande, a cama é boa, o chuveiro bom e… Tinha uma aranha no banheiro, mas o Raoni matou e escondeu os restos mortais, então eu não vi, não dei piti e da próxima vez capaz de ficar lá de novo, porque os donos são simpáticos e o preço é cerca de 1/3 dos hotéis de preço médio em Treze Tílias, assim poderei converter o que me sobra em dinheiro, em sopas hahahaha. Eu não tenho o telefone ou endereço de lá, mas Água Doce realmente é uma cidade muito pequena, parece mais um bairro muito pequeno, na verdade.

Em outras palavras: vá para Treze Tílias, converse com todo mundo, conheça a cidade, coma tudo e principalmente, vá ao Edelweiss: comida maravilhosa, preço muito abaixo da média em um restaurante lindo e a Magda atendendo, definitivamente a melhor garçonete, mais atenciosa, fofa e prestativa que deve ter no país!!

  • Edelweiss:
  • Rua: Dr. Gaspar Coutinho, N.439
  • Centro | Treze Tílias | SC | Brasil
  • CEP 89650-000
  • Fone: +55 49 3537 0531
  • Email: [email protected]
  • Fone: 49 3537 0531
  • Disk Pizza: 49 3537 0531          

Mais alguém já foi pra Treze Tílias? Eu já posso voltar? Deixem nos comentários! Semana que vem eu posto mais uma dica, agora de almoço, na cidade… Um dos dias mais maneiros da viagem, senão o mais maneiro! Espero que tenham gostado, beijo e até amanhã <3

20 Comentários sobre Treze Tílias