Restaurante Bueno

O post de hoje é sobre um restaurante que chegou de mansinho na minha vida e agora mora no meu coração, então prepare-se para viver fortes emoções e querer comer muitas, mas muitas coisas gostosas, tá? <3 Eu ouvi falar do Bueno pela primeira vez há muito tempo, tipo muito mesmo, porque vi uma vez o endereço em um guia de estabelecimentos que são a cara do Japão, mas estão na cidade de São Paulo. Desde então guardei o nome, primeiro porque achei diferente para um restaurante oriental, segundo porque o lugar pertence a um ex-lutador de sumô, o que é muito legal e ainda reflete em algumas das opções do cardápio. Mesmo com tantas referências na minha vida, fui pela primeira vez jantar lá ha uns dois meses, depois do Raoni ir algumas vezes com os amigos e garantir que valia a pena. E não é que ele estava certo? Desde então eu não paro de querer voltar, rs.

O cardápio tem opções bem diversas, mesmo não sendo tão amplo. Mas não tem sushi, sashimi, temaki, essas coisas tá? Ao conhecer o Bueno, prepare-se para pratos quentes da culinária japonesa e também coreana (tem bibimbap!), mas tudo bem tradicional e com poucas frescuras, afinal o clima é de boteco japonês.  Eu fotografei as duas páginas, para que vocês tenham uma noção de preços e opções:

As sopas/caldos pelo que eu entendi são o carro chefe da casa, sempre vejo muita gente pedindo pratos assim e tem tudo a ver mesmo, afinal eles são inspirados na dieta dos lutadores de sumô! Porém, infelizmente ainda não experimentei nenhuma das opções, todas as vezes que fui ao Bueno tinha outra coisa em mente… Mas já vi os caldos na mesa ao lado e parecem incríveis também.

Okonomiyaki nada fotogênico, mas totalmente delicioso!

Pra mim, ir até lá e não comer o okonomiyaki com recheio cremoso de abóbora é um sacrilégio! É simplesmente a comida perfeita, todo mundo deveria experimentar. Aliás ele é bem grande, tá? Eu não consigo comer um inteiro sozinha, então fica a dica, peçam como uma entradinha, não é muito leve, mas é maravilhoso.

Também curti muito os espetos, já tinha visto fotos no instagram do Fábio Moon, então não tive dúvidas de que queria experimentar. Não sou fã de corações, peles e cartilagens, então escolhi o de kimchi com pancetta e não dá pra descrever o amor que sinto por essa mistura. Fica perfeito! Ainda vou ficar rica a ponto de ir lá e comer apenas isso, muitas vezes, até explodir hahahaha.

Já sobre os pratos principais, experimentei três até agora! O Picanhadon, que consiste em um bow de arroz coberto por fatias de picanha, cebolinhas e molho oriental, é perfeito para aqueles que não amam comida japonesa mas querem sair da rotina na hora de comer fora. Pra mim o único defeito é que a picanha foi fatiada com a capa de gordura e eu preciso ficar separando, mas imagino que isso não seja um problema pra muita gente, né? Na mesma pegada tem uma opção que a invés da picanha, o arroz vem com língua bovina também grelhada. Eu achei mais gostoso, mais leve principalmente… Mas entendo que nem todo mundo esteja acostumado com esse tipo de carne. Infelizmente, desse prato eu não tenho foto, a fome foi maior que a minha memória, rs.

Outra coisa que eu experimentei, amei e preciso indicar é o arroz com salmão e nori no chá verde… Isso mesmo, submerso. Eu achei super diferente a ideia e nunca tinha comido esse prato, apesar da mãe do meu padrasto, que é japonesa, fazer coisas parecidas às vezes. É como se fosse a melhor sopa do mundo e uma das mais lights também, o chá é bem suave e nada amargo, então é o tipo de comida que eu vou comer sempre que estiver meio doentinha ou com frio e precisar de energia extra. Esse prato não saiu na foto do cardápio, mas ele é bem baratinho, custa uns R$ 20, perfeito pra me deixar viciada.

Raonizinho com seu chazinho de blueberry <3

Depois de tanta comida preciso avisar que o Bueno é um restaurante, mas é um excelente bar também! Eles têm muitas bebidas diferentes no cardápio e diversos tipos de sake, então é um jantar que pode se estender, principalmente para quem ama drinks como eu. Pra quem não bebe, também têm opções deliciosas, eu recomendo o chá verde com blueberry, que usa a polpa da fruta de um jeito muito saboroso que eu nunca vi igual. Acho meio caro, o copo não é tão grande e custa uns R$ 8, mas vale a pena pra experimentar, né?

Até agora essas foram as coisas que eu experimentei no Restaurante Bueno, mas se depender da minha assiduidade essa lista promete aumentar rapidinho… Ou não, porque fica difícil não pedir sempre as mesmas coisas, elas são delíciosas hahahaha.

  • Alameda Santos, 835 – Cerqueira César, São Paulo – SP
  • (11) 2386-8035
  • Não abre aos domingos
  • No jantar só aceita pagamentos em dinheiro ou débito

Espero que tenham gostado da dica e quero saber: mais alguém já conhece esse restaurante/bar? Qual o prato favorito de vocês? Tem algum restaurante que vocês acham que eu preciso conhecer? Deixem nos comentários! E quem for lá conhecer não esquece de voltar aqui no blog pra me contar o que achou. Mil beijos e até amanhã <3

Me acompanhe nas redes sociais:

Facebook – Instagram – Youtube – Viber

2 Comentários sobre Restaurante Bueno