Quanto custa morar sozinho?

Essa foi uma sugestão de post muito legal para a nossa série ~quanto custa?~, porque eu sei que muita gente tem essa dúvida, eu mesma já tive há uns 4 anos quando resolvi sair da casa da minha mamãe. Isso não era exatamente um sonho que eu tinha desde criança nem nada, eu até curtia morar com a minha família, foi mais uma questão de praticidade (porque da casa dela eu demorava duas horas pra chegar no meu antigo trabalho) e amor verdadeiro, já que eu saí de casa para construir um novo lar com o Raoni. Historinhas fofas a parte vamos lá: quanto custa morar sozinho?

A resposta para essa pergunta é como mágica: morar sozinho custa o quanto você quiser! Não existe uma tabela e essa conta varia muito, muito mesmo. Eu tenho certeza que o valor que eu gasto atualmente nas contas da minha casa não é o mesmo que a minha vizinha gasta e com certeza, é muito diferente do que as pessoas das outras cidades gastam também. Sem falar em conforto, decoração, contas, alimentação, serviços contratados… Isso varia muito e principalmente, de acordo com a verba de cada um. Eu tive a opção de montar uma casa nova com o Raoni quando saí da casa dos meus pais e meu salário pagava isso, mas tem gente que não tem a opção de morar com outras pessoas, não ganha bem e mesmo assim dá um jeito de ter o seu cantinho… É relativo! Acho que essa é uma conta que depende do seu estilo de vida, de onde você quer morar, de quanto você pode pagar e de quais são as coisas que você não abre mão.

Mas se mesmo sabendo de tudo isso você ainda precisa de um norte para entender quais são os gastos que você terá ao sair da casa da sua mamys, eu vou fazer uma listinha de coisas que você precisa levar em consideração na hora de juntar os seus dinheiros!

Aluguel e condomínio: isso é o mais importante, acho que todo mundo já sabe que é o maior gasto que se tem por mês ao morar sozinho. Esse preço varia muito de acordo com onde você vai morar, muito mesmo. Aqui em São Paulo o seu aluguel pode custar de R$ 400 a R$ 10.000, então isso quem tem que estabelecer é você. Quanto você pode gastar? Onde esse dinheiro que você dispõe te permite morar? São perguntinhas básicas e que você precisa responder antes de começar qualquer coisa. Uma pesquisada em sites que divulgam imóveis para alugar (zap móveis, olx, imóvel na web) pode ajudar a ter uma média de valores de acordo com a região, mas lembre-se de que muitas vezes o valor anunciado não inclui o condomínio, uma conta mensal que na maioria das vezes precisa ser paga por quem mora em prédios.

Contas: você é livre para contratar o serviço que você quiser na sua casa! Pode ter empregada, mordomo, massagista particular, motorista e até pendurador de quadros… Mas lembre-se que você tem que pagar tudo direitinho no fim do mês. Eu não tenho empregada até hoje e sobrevivo. Vai ter pó nos meus móveis 75% das vezes que você vier na minha casa porque eu não tenho aqueles TOCs de limpeza, mas não é o fim do mundo também, limpar é terapêutico. Acho que de primeira, enquanto você ainda precisa economizar e se adaptar, você precisa ter água + gás + eletricidade + internet + netflix. Se você tiver um bom plano de celular não precisa ter telefone de cara, senão coloca também… Porque morar sozinha exige muitos telefonemas hahahaha. Aqui em casa (é uma casa pequena, com 62 m², onde moram duas pessoas que ficam sentadas no computador em tempo integral) essas contas dão R$ 340 em média, todo mês. Acho que com o telefone ficaria por R$ 400. Mas lembre-se que se você mora em São Paulo, essa conta vai ficar cada vez mais cara por um tempo, por causa da água que vale mais que dólar e um milhão em barras de ouro.

Eletrodomésticos: às vezes pode parecer chato, mas é mais normal do que você imagina mudar para uma casa que ainda não está completamente equipada. Claro que é incrível se preparar e mobiliar todo o seu cantinho, comprar todas as coisas que você sonha em ter e só assim começar a vida nova, mas se não der… Você faz isso aos poucos. Mas tem coisa que não adianta, você meio que precisa ter o mais rápido possível, então considere que você vai gastar uma grana com alguns eletrodomésticos como fogão, chuveiro elétrico (nem toda casa que você aluga tem o aparelho do chuveiro) e geladeira. Isso é o essencial e muitas vezes vale a pena você gastar um pouquinho mais e comprar modelos legais e práticos para o seu dia a dia, porque depois vai ser mais difícil você fazer a troca. Fogão sem acendedor automático, por exemplo, eu acho que não compensa… Mas isso só a sua conta bancária vai poder te aconselhar. Depois dessas compras, você começa a pensar em microondas, televisão, aparelho de som, torradeira, liquidificador, panela de arroz, etc. De acordo com as suas prioridades, todo mundo tem uma coisa que adora e usa muito no cotidiano. Pro basicão que eu citei primeiro você gasta uma média de R$ 1.300 se quiser economizar, mas dá pra ir além, pesquisando promoções e lojas de usados, depende das suas possibilidades mesmo.

Móveis: se tem uma coisa que não vale a pena você comprar às pressas pra se mudar são móveis como mesas, cadeiras, armários e coisas de decoração, porque você vai comprar tudo com pressa, querendo economizar ao máximo e no fim das contas isso vai empobrecer as características fofas e pessoais do seu novo lar. Claro que não dá pra viver sem cama, sem guarda-roupa, sem armário na cozinha (esses dois itens se a sua casa nova não tiver armários embutidos, né) e sem uma mesa (para trabalhar, estudar, fazer e preparar refeições). Sofá eu acho meio opcional no começo, depende da sua pressa e da sua grava, mas se não tiver sofá tem que ter cadeiras! Pro basicão, comprando novo em lojas mais populares você gasta em média R$ 2.000, mas móvel é uma coisa que dá pra economizar muito no começo, porque sempre tem alguém se desfazendo de algo que você precisa, existem mil lojas de usados pra garimpar e você não morre se dormir com o colchão em cima de um tapete durante um mês. Eu nunca precisei não ter cama, mas tenho amigos que não têm há anos e continuam felizes hahahaha.

Alimentação: comida é uma coisa que muita gente sabe quanto custa, quase todo mundo, né? Mas se você só sabe quanto sai almoçar e jantar fora, vá ao mercado um dia desses e pesquise um pouco. Todo mundo sabe que cozinhar e comer em casa sai mais barato do que jantar fora, mas ninguém fala ao certo quanto, então faça as contas! Descubra quanto custa aquela caixinha de leite de arroz que a sua mãe compra e você ama, faça as contas de quantos reais você vai gastar por mês em iogurte grego (sim, inclua até as suas coisinhas mais supérfluas na conta, porque você vai acabar comprando elas mais cedo ou mais tarde) e não esqueça de pesquisar também o preço de alguns utensílios domésticos que você precisa comprar mais urgentemente. Um lugar legal para comprar panelas, talheres, louças e utensílios no geral é a Etna, tem muita coisa bonita, de qualidade legal e preço bom, eu compro muito lá! Já sobre a comida, varia dos gostos de cada um mesmo. Eu e o Raoni amamos comer e isso é o que mais nos faz gastar dinheiro atualmente, porque mesmo cozinhando em casa, acabamos comprando muitos ingredientes meio caros. Pra ter sempre em casa as coisinhas que gostamos na hora de fazer lanches ou preparar refeições, a nossa despesa dá mais ou menos uns R$ 900, mas como esse valor é supermercado pra duas pessoas, eu acho super ok. Se a gente economizasse ao máximo e fizesse refeições mais baratas com frequência (tipo arroz, feijão, macarrão, comidas mais básicas), acho que esse valor poderia cair pra R$ 600. Então acredito que uma pessoa super econômica consiga viver fazendo supermercado com R$ 400, desde que ela não faça compras em mercados caríssimos e desencane de comer apenas produtos orgânicos, rs. Uma ótima ideia é perguntar para a sua mãe (ou para quem faz a sua despesa) quanto ela gasta com isso, que daí você consegue ter uma média mais aproximada de quanto vai gastar também, de acordo com as coisas que já está acostumado a comer.

Como vocês podem ver, dessa vez a conta não fecha… Afinal eu não tenho como saber quanto cada um vai pagar de aluguel e esse é o valor mais importante da nossa conta! Então o que eu recomendo pra vocês é que sigam todos esses tópicos que eu citei e calculem em cada um deles qual será o gasto real de vocês. Dividam em uma folha quais serão as coisas que vocês pagarão só uma vez (móveis, eletrodomésticos e o caminhão da mudança, se você precisar) e em outra folha liste todos os seus gastos mensais (aluguel, alimentação, contas e qualquer outro gasto que você tenha mensalmente, como plano de saúde, dentista, terapeuta, faculdade, cartão de crédito, etc).

O fundamental é que você tenha dinheiro suficiente para bancar todas as coisas que vai pagar só uma vez e também seis vezes o valor que você gasta mensalmente com as suas contas fixas. Pode parecer exagero, pode parecer impossível, mas ter esses meses de dinheiro para pagar contas guardado é muito importante para que você tenha segurança e estabilidade financeira. Assim caso você perca o seu emprego, adoeça ou algo de terrível aconteça, você vai ter bastante tempo para resolver todos os problemas e não precisará entrar em pânico! Porque acredite, eu não fiz isso e tive a sorte de dar tudo certo, mas mesmo sem nada de ruim acontecer, enquanto eu não consegui juntar esse dinheiro da reserva de emergências eu ficava constantemente preocupada, morrendo de medo do meu sonho perfeito de morar sozinha (com o Raoni) se tornar um pesadelo das contas… E eu não quero isso pra vocês, né? Preocupação dá mau humor e rugas, então juntem dinheiro com antecedência e planejem tudo direitinho, daí é só sucesso! <3

Me acompanhe nas redes sociais:

Facebook – Instagram – Youtube – Viber

6 Comentários sobre Quanto custa morar sozinho?