Passeando pelo Cheonggyecheon!

Eu fui conhecer Seul, a capital da Coréia do Sul, em outubro do ano passado, fiquei 10 dias lá e foi suficiente para conhecer um pouquinho de cada canto dessa cidade, né? Mas na verdade esse era um sonho que eu tinha desde os 15 anos, quando comecei a ouvir as bandas de pop coreano, é claro! rs.

Apesar dessa paixãozinha tão antiga, quando eu cheguei lá me surpreendi em muitos aspectos! Tinha muita coisa diferente do que eu imaginava, tanto pra melhor quanto pra pior também. Sabe quando você ama uma banda, mas ela lança um cd novo e você sente que não gosta mais, mas depois dá outras chances, fica ouvindo direto e se apaixona? Foi mais ou menos assim com a Coréinha. Exceto com o rio Cheonggyecheon, esse foi amor a primeira vista mesmo!

O processo de revitalização do rio Cheonggyecheon (em Hangul 청계천) foi um dos mais importantes e bem sucedidos do mundo, até quem não é apaixonado por urbanismo se interessa por essa história, que é contada de uma maneira bem completa na Wikipedia (clique aqui para ler). Resumidamente, esse era um rio bem sujo, extremamente poluído e feio, que foi coberto em uma tentativa de melhorar o trânsito no centro de Seul. Algum tempo depois eles perceberam que essa havia sido uma péssima ideia e voltaram atrás, mesmo que essa decisão tenha sido extremamente polêmica na época! Mas no fim das contas deu tudo certo e em 2005 o rio Cheonggyecheon foi reinaugurado como o maior parque horizontal urbano do planeta… E provavelmente o mais lindo também!

Como ficamos hospedados no centro da cidade, cruzávamos o rio pelo menos uma vez por dia e sempre era lindo observar tudo o que acontecia por ali. Ele é uma excelente opção para quem deseja cruzar a cidade a pé, mas também serve de refugio para quem quer descansar, conversar com os amigos, almoçar ao ar livre e brincar um pouco. De primeira, como sou medrosinha, achei ele um pouco mal iluminado e em alguns momentos da noite, até mesmo deserto. Mas claro que, como tudo na Coréia do Sul, caminhar por lá era muito seguro e sempre uma opção deliciosa! Por mais que eu não curta muito atividades ao ar livre, me apaixonei pelo simples ato de caminhar pelo Cheonggyecheon e sempre dava um jeitinho de passar por ele para chegar aos nossos destinos.

Pra mim uma das coisas mais curiosas do Cheonggyecheon é que ele realmente parece um paraíso natural bem no centro da cidade! Uma coisa que eu não gostei muito em Seul é que todos os lugares têm bastante cheiro de esgoto, não chega a ser o tempo todo parecido com o nosso Rio Tietê daqui de são Paulo, mas o cheiro é sempre perceptível. Apesar disso, por incrível que pareça, nas margens do Cheonggyecheon esse cheiro quase não era notado, era realmente muito mais suave. Acho incrível como um lugar tão poluído se tornou tão agradável e limpinho!

Existem várias entradas ao longo da margem do rio, para quem deseja descer da calçada e caminhar pertinho da passagem da água, assim como nós fizemos para tirar a maioria dessas fotos. Geralmente as escadas que dão acesso estão perto de pontes, por todo o comprimento do rio! Acho que foi isso que fez a gente ir à tantos lugares a pé quando estávamos em Seul, afinal de contas com o trânsito maluco que aquela cidade tem, poder caminhar em um espaço lindo e tranquilo deixava qualquer passeio muito mais legal. Quando fomos ao Doota Mall, por exemplo, fizemos todo o percurso a pé pelas margens do rio, do nosso hotel ao shopping.

Em algumas noites que caminhávamos por lá depois do jantar, tinham até bandas se apresentando! Coisas menores, claro, tipo músicos independentes mesmo, mas mesmo assim muito legal! Só não tinha comida pra vender, mas muita gente comprava comida nos mercados e restaurantes das redondezas e levava lá pra comer, as pessoas realmente aproveitam muito esse rio. É muito normal encontrar pessoas sozinhas ou em grupos curtindo o fato de simplesmente estar ali e definitivamente é uma coisa que todo turista precisa fazer quando estiver em Seul! No fim das contas, acho que é meio impossível conhecer a cidade e não vê-lo várias vezes, mas acho que vale a pena dedicar um tempinho do roteiro para passear por ele e aproveitar esse pedaço tão tranquilo e bonito da Coréia do Sul.

E vocês, já tinham ouvido falar desse rio? Tem algum lugar gostoso assim que vocês adoram frequentar aqui no Brasil? Deixem nos comentários. Mil beijos e até amanhã <3

Me acompanhe nas redes sociais:

Facebook – Instagram – Youtube – Viber

Nenhum Comentário sobre Passeando pelo Cheonggyecheon!