Outback Steakhouse Bloomin’ Onion

2 de maio de 2012

Sabe quando você ama muito-muito comer aquele prato do seu restaurante favorito e você procura a receita dele na internet pra fazer em casa? Então, é uma péssima ideia, hahahaha. Há quase um mês, meu padrasto comentou comigo que o Anonymous tinha colocado na internet um arquivo contendo as receitas mais famosas de vários restaurantes que a gente adora e, há umas duas semanas o Enrique Jimenez, colega de comidinhas gostosas me mandou este arquivo <3

Quem me conhece sabe que eu não sou muito a favor do ‘trabalho’ desses danadinhos da internet, mas não resisti quando ví que tinham postado a receita da Cebola do Outback, definitivamente o aperitivo mais gostoso da história dos aperitivos comercializados no Brasil. Então lá fui eu transformar todas as medidas da receita, que estavam tipo,em onças e tentar fazer essa delicia, no que com certeza foi o final de semana mais prendado da minha vida, afinal eu já tinha feito 9 tortas de maçã.

Expectativa:

 

Realidade:

Mas agora, após anos (kkk mentira, 12 horas) de estudo, eu já sei onde foi que eu errei e vou tentar fazer com que vocês não cometam o mesmo erro. Vamos aos ingredientes! A receita que eu vou passar dá pra fazer 4 cebolas, mas como eu estava sozinha em casa com o meu marido eu fiz apenas metade da receita, porque 2 cebolas é mais do que suficiente para a nova era de lanchinhos lights da minha casa.

Massa:

  • 1/3 copo de maisena;
  • 1 ½ copo de farinha de trigo;
  • 1 col. sopa de alho picadinho;
  • 1 col. sopa de páprica;
  • 1 pitada farta de sal;
  • 1 pitada farta de pimenta do reino;
  • 2 latinhas de cerveja (eu usei Kaiser, da promoção).

Farinha temperada:

  • 2 copos de farinha de trigo;
  • 2 col. de sopa de páprica;
  • 1 col. de sopa de alho em pó;
  • ½ col. de sopa de pimenta do reino.

Molho delicioso:

  • 6 col. de sopa de maionese;
  • 6 col. de sopa de cream cheese;
  • 4 col. de sopa de suco de limão;
  • 2 col. de sopa de vinagre;
  • 6 col. de sopa de creme de leite;
  • ½ copo de molho de pimenta (daquele da barraca do pastel);
  • 1 pitadinha de sal.

E é claro elas, as rainhas da receita:  4 cebolas bem grandes!

Apesar da quantidade exorbitante de ingredientes, fazer essa receita é bem fácil. Pega três potes, um pra cada grupo de ingredientes e mistura tudo. Pronto, num pote você tem a massa, no outro a farinha e no outro o molho. Gente, esse molho não é a coisa mais gostosa do planeta? Fica idêntico ao do Outback (o meu ficou meio fluorescente por causa da marca tosca do meu molho de pimenta, hahahaha). Comi o resto do meu molho com salada e olha, mais que demais hein <3

Agora que a coisa começou a desandar pro meu lado, sabe. Descasque as suas cebolas e corte-as em 8, diagonalmente e principalmente: sem chegar a dividi-las. Tipo corta, mas não deixa a faca chegar ao final, elas precisam ficar unidas pela parte de baixo. Daí você tipo arregaça a cebola. Tira o miolo, aquele bulbo, com a ajuda de um boleador de frutas (hahahahaha quem tem essa coisa em casa, c’mon Anonymous), abre a cebola inteira. Foi aí que eu errei, eu não arregacei muito e depois que fritei, algumas partes de massa grudaram, o que me fez ser obrigada a comer de garfo e faca, já que algumas das minhas pétalas de tornaram blocos de cebola.

Depois que você tiver certeza que separou todas as pétalas da cebola, passa ela na farinha e certifique-se que todas as partes tem farinha, mas não em excesso. A dica do meu padrasto é colocar a farinha e a cebola em um saco, encher de ar e chacoalhar bastante, mas novamente é muito importante que você tire o excesso, dar umas batidinhas na cebola de ponta cabeça resolve.

Tirou da farinha? Agora passa na massa e certifique-se também de que a cebola toda foi banhada por ela. Precisa estar tudo encapadinho de massa, mas não em excesso, deixe alguns segundos de ponta cabeça pra evitar que grude tudo depois de frito, como no meu caso :(

Recomendo fritar em panela ao invés de frigideira, porque o óleo precisa cobrir a cebola, bem quente e por uns 4 minutos, ou até ficar douradinho.

Como a minha primeira tentativa ficou aquela tragédia que vocês viram e eu ainda tinha uma cebola e bastante massa, farinha e molho, resolvi cortar tudo em rodelinhas e fazer um super onion rings com gostinho de Outback. Pelo menos isso deu certo e eu ganhei um petisco bonitinho, fotogênico e super gostoso, hahahahahaha. Fica a dica pra quem não quer se arriscar tanto, mas mesmo assim quer comer uma cebola delicia com esse molho que é de morrer pra comer! 

Se você quiser conferir as outras receitas famosas que o Anonymous divulgou, clica aqui! E se quiser que eu traduza e teste mais alguma receita dessa gigante listinha, deixa nos comentários que eu terei o maior prazer em cozinhar. Beijo <3

13 Comentários sobre Outback Steakhouse Bloomin’ Onion