Orange Is The New Black

Já faz algum tempo que eu relatei aqui no blog que fiquei sem internet por um longo tempo, um tempão mesmo, quase 2 meses. Foram dias terríveis porque respondia todos os e-mails pelo celular, nunca via as atualizações do instagram, fiquei toda enrolada com comentários não respondidos aqui no blog (estou me organizando, essa semana respondo todos os 1.200 pendentes…!) a única parte boa é que eu ia trabalhar na casa da Karen e a gente se divertia muito. Mas não foi o trabalho, o lazer ou o bate papo com os amigos que me deixou triste de estar sem internet, o que me deixou na pior mesmo é que o mundo estava assistindo Orange Is The New Black e eu não, isso porque fiquei meses contando os segundos para a estréia.

Assim que a Vivo Fibra consertou a minha internet, corri pro Netflix! Eu amo esse treco e por mais que tivesse uma nova temporada de The Office inteirinha lá esperando por mim, nem quis saber, fui logo assistir OITNB pra ver qual era a do seriado, porque todos os releases e trailers que eu assistia faziam parecer que aquela era a série do ano, o seriado da minha vida aloca esse é Lost hahahahaha. Assisti dois episódios seguidos e descobri que não gostava do seriado, yay!

Bom, se você não faz a menor ideia do que eu estou falando, Orange Is the New Black gira em torno de Piper Chapman (Taylor Schilling), uma mulher que está noiva de Larry Bloom (Jason Biggs), e que é enviada à penitenciária federal por viajar com uma mala cheia de dinheiro de drogas para Alex Vause (Laura Prepon), uma traficante internacional de drogas que foi por um tempo namorada de Piper. Condenada a cumprir uma pena de quinze meses, Chapman troca sua vida confortável em Nova York para ter que sobreviver às dificuldades da vida na prisão. 

Só que eu assisti esses dois episódios na mesma semana que alguns dos meus amigos estavam assistindo o último da primeira temporada e todos eles surtaram com o desfecho, até a Karen que não se impressiona muito com seriados ficou muito curiosa e se segurando pra não soltar spoilers hahahaha, daí eu fiquei curiosa pra saber o motivo de tanto alvoroço e dei mais uma chance pra série! Foi simplesmente a melhor coisa que fiz, porque quando chegou no 4º episódio eu estava muito maluca e viciada no negócio, assisti a temporada inteira em uma semana e quase chorei quando acabou, porque tô muito apegada e não acredito que vou ter que esperar cerca de um ano para os novos episódios: é o melhor seriado que eu assisti nos últimos anos, arrisco dizer que estou quase tão obcecada como estava na época que passou Lost e gente… Eu fiz uma tatuagem por causa de Lost, né?! Mas isso é assunto pra outro post.

O que me fez desgostar da série no começo é que eu simplesmente detestei os personagens principais… A Piper é muito burra e eu me sentia assistindo Tom e Jerry com ela, o noivo também é muito burro e infeliz, me dá uma gastura observar a tempestade em copo dágua que ele faz a cada cena. Juntos eles têm as piores ideias e as reações mais ridículas sobre todas as coisas, daí como os dois primeiros episódios servem meio que só pra gente conhecer os dois, eu achei um tédio chato. Mas depois disso, a gente conhece as outras detentas e a cada novo episódio, um pouco do passado de cada uma delas é revelado (igual em Lost!!), o que me deixa muito curiosa e com vontade de saber mais e mais. Aliás, as outras detentas e a história delas são o máximo, é bem mais interessante acompanhá-las do que ficar seguindo a Piper e felizmente, acho que o roteirista também sabe disso, porque todos os episódios são maravilhosos e incríveis, prendem muuuuito a atenção.

No começo eu achei um pouco apelativo, porque como no presídio feminino tem um monte de lésbicas, eles meio que forçam a barra nos primeiros episódios e colocam muitas cenas de sexo, mas isso acaba rápido, acho que no segundo episódio eles já relaxam um pouco e param de tentar atrair homens por motivos de fetiche hahahaha.

No último domingo eu terminei de assistir o seriado e sinceramente não sei quando vai passar a próxima temporada, porque eles nem começaram a filmar ainda… O que é ótimo porque evita que você leia spoilers na internet! Então se você ainda não assistiu Orange IS The New Black aproveita, porque a hora é agora, né? Essa nem tem desculpa esfarrapada de que não acha pra baixar, ou porque não acha a legenda pra baixar, afinal o Netflix é totalmente grátis nos primeiros 30 dias e se você for uma pessoa econômica e não quer pagar a mensalidade do Netflix (que vale muito a pena, como citei aqui), também não tem problema porque a primeira temporada tem só 13 episódios, então mesmo que você assista um dia sim outro não e tenha duas folgas, você pode assistir de graça! É imperdivel e maravilhoso. Aqueles seriados que a gente chora, ri, fica tenso e não consegue desgrudar da TV antes de acabar.

E você, assistiu OITNB? Então se liga nessa lista de curiosidades que o Buzzfeed preparou, que me deixou chocada, clicando aqui. Até o fim do ano deve sair o livro que deu origem a série em português, pela editora Intrínseca, então quem não assistiu, aproveita o fim de semana e me conta na segunda-feira. Beijos e até amanhã <3

15 Comentários sobre Orange Is The New Black