O dia em que o Submarino me fez chorar

3 de maio de 2016

Eu nunca fui do tipo que não gosta de falar no telefone… Muito pelo contrário, eu prefiro que me liguem do que me mandem mensagem e quando preciso falar em algum SAC, sou daquelas que fica até o fim da ligação pra dar nota ao serviço, ao atendente, ao site e tudo o mais que me pedirem. Eu acho que as ligações e o atendimento ao consumidor fazem o mundo melhor! Mas curiosamente, nas duas últimas semanas, todas as vezes que precisei resolver um problema ligando em uma central, acabei chorando pelo resto do dia. A sensação nem é só de impotência, é de desprezo e humilhação mesmo.

sad-danbo-5

Por mais que eu saiba que fazer compras diretamente com companhias aéreas seja bem mais barato, eu sempre que posso compro no Submarino Viagens, porque até então tinha uma relação muito especial com a marca no geral, sempre compro tudo no Submarino e por mais que muita gente já tivesse tido problemas com eles, sempre falei que devia ser um fato isolado e que eles mereciam uma segunda chance, porque eu realmente era fanzoca do serviço, dos produtos, da experiência no geral. Se existia uma brandlover, essa pessoa era eu!

sad-danbo-3

Até que no começo do ano resolvemos fazer uma viagem com amigos e comprei passagens sem pensar duas vezes pelo Submarino viagens… E o vôo foi cancelado. Até aí normal, imprevistos acontecem e isso não depende deles, né? Só que quando eu pedi o reembolso, a loucura começou. Era normal que eu não recebesse o valor integral, já que taxas não podem ser devolvidas, mas a questão é que no fim dos 90 dias de prazo, o reembolso sequer tinha sido iniciado. Liguei lá e eles me mandaram entrar em contato com a operadora do meu cartão e coincidentemente, eu tinha comprado com o cartão da Submarino, ou seja, era a dobradinha do inferno.

sad-danbo-2

Liguei na Cetelem (que opera o ~Super Cartão Submarino~) e inicialmente até que eles foram solicitos, o atendente me disse que solicitaria diretamente à empresa o reembolso e que era só eu aguardar, tomando limonadas no conforto da minha casa… Até que eu aguardei e percebi que somente a primeira parcela, correspondente a 1/5 do valor foi reembolsada. Liguei de novo na Cetelem e o atendente mais educado do mundo verificou que realmente estava errado, entendeu todo o erro e abriu diversas solicitações para que tudo fosse corrigido, fiquei muito feliz e aliviada. Mas no dia seguinte uma colega dele ligou pedindo minha conta corrente para depositar a parte até então reembolsada (o que eu não dei) e também avisando que essa era a unica solicitação que eles atenderiam, que toda a ligação que eu fiz um dia antes com o amigo educado não tinha servido pra nada e que o restante das parcelas da passagem sequer tinham sido canceladas :(

sad-danbo-4

Após esse café da manhã da desgraça que eu tomei no telefone com a atendente, toda a minha admiração pelas duas empresas (Submarino e Cetelem, operadora do cartão) acabaram, não somente pelo mal entendido que eu até acreditava que seria resolvido, mas principalmente porque desde então, é um inferno entrar em contato com as duas. No Submarino Viagens consegui falar mais uma vez, depois de esperar mais de uma hora na linha por um atendente… Que não podia fazer nada. Isso porque eu liguei mais outras três vezes e, após mais uma hora na espera em cada ligação, o telefonema caia quando eu era atendida :(  Na Cetelem eu até consigo falar, mas eles ficam transferindo a ligação toda hora sem nem me avisar e não cumprem nem coisas básicas, como enviar as minhas faturas em um e-mail. Teoricamente isso talvez possa me ajudar a resolver a coisa toda, porque se eu mandar as faturas ao Submarino eles verão que eu realmente não recebi o valor que eles acham que eu recebi… Mas eles não aceitam prints, apenas faturas enviadas pela operadora do cartão.

sad-danbo-6

Várias vezes eu já me perguntei sobre o motivo de eu não simplesmente desistir e deixar pra lá… Mas além do dinheiro (poxa, eles estão me devendo R$ 4mil reais né), se eu desencanar, toda a raiva que eu já passei não vai ter valido pra nada, sabe? E é tão cansativo tentar conversar com eles e resolver isso, que nas 4 tardes que eu dediquei pra essa tarefinha, tudo o que eu fiz foi falar no telefone, chorar e me sentir uma pessoa totalmente horrível. Tipo, eu acabei de ligar pra eles e se eu não estivesse escrevendo tudo isso e dando uma relaxada contando toda a história para o bloco de notas, eu não conseguiria fazer mais nada por várias horas… Porque a minha moral fica completamente zerada. Sabe quando você tem um problema que te deixa muito triste e no fim das contas tudo o que fica é que, por mais que seja o seu direito, ele nunca será resolvido? É exatamente assim que eu me sinto. Pode parecer meio classe média sofre, porque no fim das contas é dinheiro e uma agência de viagens, mas pra mim era um bom dinheiro, que eu estava guardando pra fazer coisas super legais e realizar sonhos com os migos, mas que só virou uma grande dor de cabeça. E no fim das contas, eu nem vou mais fazer a viagem :(

sad-danbo

Daí no fim de semana, enquanto eu dava aquela enrolada básica no Facebook, vi que estava rolando uma ação incrível do Reclame Aqui, tão incrível que eu nem achava que era verdade… Mas no fim das contas parece que é real mesmo, rs. Eles pegaram diretores das empresas com mais reclamações no site e convidaram para a inauguração de um restaurante. O resultado? Eles foram mal atendidos e ficaram revoltados com coisas muito mais simples do que as que eles nos fazem passar no dia a dia:

Demais, né? Pela descrição eu acho que não estava, mas tudo o que eu fiquei desejando é que alguém responsável pelo Submarino estivesse presente. Eu sou uma pessoa muito sistemática, então eu realmente não me deixo levar muito pelo sentimento ou pelo ~vai que cola~ na hora de exigir os meus direitos… Mas mesmo assim eles não estão sendo atendidos, né? Então hoje resolvi escrever esse textão, que poderia ser do Facebook, mas é do blog mesmo, pra quando vocês passarem essa raiva que eu estou passando (espero que nunca passem, né), não se sintam sozinhos… E pra lembrar, que como eu disse no começo do post, comprar pela companhia aérea é sempre a melhor opção. Esse episódio de hoje só veio para me lembrar :( Alguém já passou por algo parecido? Alguém já teve problemas com essas empresas? Me contem nos comentários! E desejem-me boa sorte, porque vou precisar 😀 Mil beijos e até mais tarde <3

Me acompanhe nas redes sociais:

Facebook – Instagram – Youtube 

Snapchat mais legal do Snapchat: helodelarosa

Siga o meu blog no Bloglovin

35 Comentários sobre O dia em que o Submarino me fez chorar