Mr. Cheney

Sabe quando a gente uma única vez algo delicioso, mas tão delicioso que não esquece jamais? Foi exatamente assim que aconteceu com esses cookies! O Rodrigo trabalha pertinho de uma filial e sempre comprava umas gostosuras dessa pra viagem, pra minha mãe-maluca-por-doces ficar comendo ao longo dos dias, foi então que um dia eu dei sorte e estava por lá quando uma caixinha desembarcou na casa deles: eu experimentei e nunca mais consegui superar os melhores cookies que já comi na minha vida.

Infelizmente eu demorei mais de um ano pra comprar meus próprios cookies da marca, não tem nenhuma filial perto da minha casa, os endereços são realmente bem fora de mão. Mas acho que eles nem ligam, porque essa coisa é tão boa que qualquer pessoa que trabalhe menos de 12 horas por dia vai dar um jeito de passar por lá! Eles vendem muitos sabores e a padronização da marca (que já virou franquia) entre as filiais é muito legal, eles precisam melhorar um pouco o atendimento, mas em breve a coisa deve profissionalizar (eu acho). Eu detesto a diferença entre o atendimento do Subway no Terminal Tietê e na Maria Antônia, por exemplo… É uma tristeza que acontece muito frequentemente em marcas que estão começando a crescer.

A história da marca é toda bonitinha: um cara paulista conheceu um cara americano fazendo alguma parada de caridade lá no Sul. Eu jamais faria caridade lá no Sul, mas admiro os feras, que cultivaram uma amizade por muito e muito tempo até que o cara americano contou pro cara daqui que tinha aberto uma fabrica de cookies em Santa Maria, na Califórnia. O amigo paulista logo se interessou e foi junto com a esposa fazer um estagio lá na Califórnia, para aprender a fazer os biscoitões gostosos. O amigo americano chama Jay Cheney e o nome da franquia é justamente uma homenagem, para este americano de coração quente que dividiu sua receita e faz a alegria do amigo paulista (e aminha também) todos os dias, a cada fornada.

Sinceramente eu acho meio idiota essa parada de cookies americanos: já comi esses que se dizem tradicionais e achei bem ruins, depende muito da pessoa que faz, não tem nada a ver com o país. Portanto acho que o sucesso da Mr. Cheney se deve unicamente ao colega Jay Cheney, o país não tem nada a ver. Existe sim uma sobremesa que só americano sabe fazer e ganha de qualquer um, mas chama cheesecake e isso é assunto para outro dia. Amo cheesecake!

Eu nunca fui numa loja da Mr. Cheney porque são bem afastadas da minha ~humilde residência~ mas conheci e comi no quiosque do Shopping Center Norte no ultimo domingo e os produtos não deixam nadinha a desejar em comparação aos outros pontos de venda.

A única reclamação que eu faria se fosse julgar eles pro guia da Veja por exemplo (aloca) é que o atendimento é muito ruim nessa unidade, mas péssimo mesmo: faltava uma hora e meia pro shopping fechar e só tinha cookie de baunilha (quem quer?!) e de M&M (eu não quis). Um dos atendentes depois de eu insistir bastante, disse que sairia uma fornada dentro de 10 minutos, de Double Chocolate. Uma das coisas mais legais dessas lojas da Mr. Cheney  é que eles fazem muitas fornadas com poucos cookies, pra tentar o máximo possível que o cliente coma tudo sempre quentinho, é a politica e o diferencial deles.

Mas quando eu fui ao quiosque o cara nem me avisou que sairia essa fornada dentro de alguns instantes, eu só fiquei e esperei porque tava assistindo o forno, hahahaha fizeram o maior pouco caso da minha existência e vontade de comprar doces. Moço, da próxima vez me cativa tá? Mas apesar juro que valeu muito a pena porque cookie igual esse não vende em São Paulo, é surrealmente gostoso!

Daí quando você pensa que já deu de coisa engordativa e que eles poderiam explorar mais o gênio Jay Cheney para trazer mais receitas americanas deliciosas, eles vão lá e fazem isso! Olha só quanta coisa boa tem no cardápio deles:

Se você já provou e gostou dos cookies, precisa provar o Cinnamon Roll: só tinha comido o da Starbucks e por motivos óbvios, achei bem mais ou menos. Mas dei uma segunda chance e resolvi experimentar de novo, então catei vários pedaços do que o meu padrasto pediu hahahahaha, ele alega ser o melhor doce do mundo e eu realmente aprovei! Ele é servido bem quente, tem bastante canela e acompanha um queijo cremoso fora de série, muito gostoso mesmo! Aliás, a dica é pedir esse doce para viagem: o queijo vem separado num pote e numa quantidade imensa e enlouquecedora, que incrível!

O meu cookie favorito de lá é o Chocolate Chips With Peanuts, que leva amendoim, manteiga de amendoim e pedaços de chocolate na massa… Mas isso é muito pessoal! Tem gente que prefere o Triple Chocolate, outros não largam o de Macadâmia e realmente… Todos são muito gostosos e pra escolher o seu favorito, vai ter que ir até lá hahaha. Beijo e até amanhã <3

26 Comentários sobre Mr. Cheney