Kaballah Circus Festival

Semana passada eu tava meio entediada em casa, daí fui lá e comprei ingressos pra uma rave, só pra dar uma bombada na vida pessoal, sabe como é né? Hahahahahahaha brincadeiras a parte, eu ainda não acredito direito que vou nesse festival, porque nunca fui em nada parecido, antigamente eu ia bastante em baladas, mas nada comparado a isso e principalmente: nada eletrônico hahahahaha.

Na minha família a gente passa por diversas fases, acho que com todo mundo é assim, mas gosto de pensar que nós escolhemos coisas mais inusitadas para idolatrar por alguns meses: tivemos a fase de aprender coreografias de músicas evangélicas, a fase de assistir filmes onde a mocinha ou o mocinho morre no final, a fase de cantar no karaokê todos os dias, que foi substituída pela fase de jogar Wario Ware, a fase de assistir clipes coreanos sentados no sofá todos juntos e agora estamos vivendo uma fase meio eletrônico/dubstep. Acho que tem um pouco de relação com a nova casa da minha mãe, que não fica em condomínio e dá pra fazer churrasco com festinha até mais tarde. O mais engraçado é que essas fases sempre são vividas pelo meu irmão João Victor uns 2 anos antes, então quando a gente começa a curtir ele já tá achando cafona hahahaha adoro.

Muita gente fala que música eletrônica atrapalha a vida das pessoas, mas isso é bem pessoal, na verdade eu acho que só ajuda, porque elas raramente são dançantes, o que é perfeito para uma balada com mais drinks e menos passinhos do Michael Jackson. Sem falar que é muito legal de ouvir quando você precisa realmente fazer alguma coisa… Tipo trabalhar: como meu trabalho é, basicamente, escrever, eu dou preferência pra músicas que não dão vontade de cantar junto, por motivos óbvios. Fora que dá uma animada, sinto que sou mais produtiva e que faço as coisas de maneira mais otimista.

Eu não fiz um post sobre o ano novo dos Dela Rosa, mas pensando bem, me arrependo: foi uma loucura! A gente foi pro sítio da minha tia em Cotia e minha prima convidou várias pessoas da Unesp de Botucatu pra acampar lá (não entendi até agora o motivo das barracas, porque tinham quartos suficientes, mas eles pareciam felizes). Era um feriado pra durar três dias, mas sinceramente eu não me lembro exatamente a ordem cronológica das coisas, porque em algum momento começaram a fazer jarras de drinks que eram ingeridos através de mangueiras de narguile… Mas eu lembro que tocou muito Dimitri Vegas & Like Mike de fundo, então quando ficamos sabendo que eles viriam ao Brasil não hesitamos e compramos de cara os ingressos, yay!

O Kaballah Circus, ou Kaballah Festival (eles não se decidem no material de marketing, não sou eu quem vai decidir, né?) está comemorando 10 anos esse ano e pra isso eles bolaram algo que eles denominam a festa de todas as festas. São 20mil pessoas dentro do Hopi Hari, do meio dia de 4 de maio até às 8 da manhã do dia seguinte… Depois eu ainda tenho um aniversário de família e meu padrasto quer ir direto, tô otimista ou otimista? Todos os brinquedos estarão abertos durante todo o período da festa e 40 atrações diferentes se apresentarão em 4 palcos simultâneos.

Como eu não conhecia o evento antes de comprar o ingresso, achei que seria uma coisa tosca e tava indo mais pelo fator humorístico que a experiência envolve, mas agora que fico acompanhando as atualizações nas mídias sociais deles em busca de mais ingressos pra dois coleguinhas que também querem ir, entendi toda a grandiosidade da coisa: eles fazem festivais assim há muito tempo e são totalmente preocupados com segurança, conforto e organização no evento. Os lotes de ingressos que já foram liberados estão esgotados e eles devem disponibilizar o ultimo lote ainda essa semana, mas já garantiram que não venderão a lotação máxima do parque, que é de 26mil pessoas.

No fim das contas eu tô bem animada hahahahah. Nunca fui num festival de música eletrônica, mas já tenho certeza que vou me divertir bastante… Não é a Tomorrowland, mas acho que é uma das experiências mais próximas que o Brasil pode proporcionar.

Mais alguém vai ao Kaballah?? Pra quem ainda precisa de ingressos, eu recomendo ficar de olho na fanpage do festival, não no site, porque todas as infos atualizadas são postadas lá. E pra fazer um aquecimento e entrar no clima, a rádio do blog está com músicas do Dimitri Vegas & Like Mike, é só dar o play! Beijos e até amanha <3

6 Comentários sobre Kaballah Circus Festival