Gastronomia funcional: Bien!

A dica-delícia de hoje é diferente… Pra todos vocês, 2789473975938 habitantes que estão começando nessa segunda-feira uma incrível dieta, yay! Eu sei que começar dieta em uma segunda-feira é extremamente difícil, tão difícil que eu nunca lancei esse desafio pra mim hahahaha, mas sei que o primeiro dia de uma reeducação alimentar pode ser complicado, principalmente quando o plano é comer uma quantidade menor e comer apenas saudável. Pra quem trabalha fora então, é quase impossível, né? Mas felizmente a hora do almoço ficou ainda mais leve, saudável e deliciosa para quem mora ou trabalha na região do Itaim Bibi, onde está situado o restaurante funcional mais gostoso que eu já fui… E também o primeiro! 😛

Você com certeza já ouviu falar de comida funcional, ou de dietas funcionais, alimentos funcionais… Essas coisas funcionais estão muito na moda, mas se você tá totalmente por fora relaxa que eles me explicaram direitinho quando fui almoçar lá, pra tentar reverter o quadro de stress e mau-humor que eu tive na última sexta-feira antes do Carnaval, que ganhou carinhosamente o apelido de pior dia da minha vida hahahaha.

Bien! é um restaurante que propõe uma alimentação saudável por meio das funcionalidades dos alimentos. O conceito veio da inspiração e da vontade de comer bem de um engenheiro paulistano, Alexandre Chaud, corredor de maratona e piloto de corrida de automóveis nas horas vagas. Por isso, os menus funcionais exploram o que há de mais nutritivo nos alimentos. A criação, combinação e o toque final dos nossos pratos ficaram por conta da nossa chef e consultora Concetta Marcelina! Os ingredientes utilizados por ela foram criteriosamente indicados pela nutricionista Luana Grabauskas e, assim, oferecem as propriedades desejadas para cada refeição. Ou seja, é tipo uma homeopatia mais light, que não precisa de receituário e definitivamente é uma delícia, né?? Sem falar que comer lá é um alivio no meio da rotina, porque o Bien! é um dos restaurantes mais lindos que eu já fui, me apaixonei pela decoração e estou pensando em imitar algumas coisas na minha casa nova… Veremos se me saio bien, rs.

Eu não sou tanto de almoçar fora, geralmente faço uma salada em casa e dou preferência a sair a noite para comer fora, mas adorei a forma como eles trabalham o menu executivo! Por R$ 49 você escolhe um dos menus funcionais deles, come a entrada (que é uma salada incrível) e tem direito a uma bebida. Só não tenho certeza absoluta de que a sobremesa estava inclusa… Eu acho que estava, pelo que me lembro da conta final, mas de qualquer forma se não estiver, um pouco mais abaixo desse post vou convencê-los de que vale a pena pedir, pagando a parte ou não hahahaha.

Chegando lá, eles me deram um fichário muito fofinho, explicando para que serve cada menu e qual o prato que atendia aquela necessidade no dia. Isso sem dúvidas é incrível (e deve ser muito difícil de criar), porque eu posso ser estressada todos os dias e posso pedir o menu estressados todos os dias, porque cada dia será uma combinação diferente de alimentos para atender as necessidades. Tem dia que tem macarrão, no outro é frango, muda pra peixe… Então funciona muito bem pedir pela necessidade, sem falar que é a opção perfeita para quem nunca sabe o que pedir.

A entrada eu tenho quase certeza que sempre é igual para todo mundo, uma saladinha bem fresca e gostosa de alface, tomatinho cereja e algumas castanhas… Perfeita pra comer só com um fiozinho de azeite! Eu detesto sal na salada, pode ser salada de qualquer coisa, eu nunca coloco sal e detesto quando colocam. Não é o caso do Bien!, como a intenção deles é servir comida saudável e com fartura, pra todo mundo ficar sadio e sem fome, senti que eles têm a mesma preocupação que eu em não carregar nada no sal, até tem na mesa pra quem é viciadíssimo, mas a ideia é se libertar e sentir o gosto real de cada alimento.

Para beber, existem muitas opções como refrigerantes, chás e sucos industralizados, mas todos os dias eles têm um suco natural diferente no cardápio e tanto o que eu tomei no dia que almocei por lá, que era de maracujá com maçã, quanto todos os outros que li em resenhas pela internet parecem deliciosos… Vai muito além do que o suquinho de laranja com gominhos, então abri mão da minha h2Oh! de todos os dias e adorei o suco do dia.

Depois de refletir um pouco sobre as reais necessidades do meu organismo, eu pedi o menu exagerados, que é perfeito para quem precisa liberar toxinas do organismo (tipo quem está de ressaca) e naquele dia ele tinha truta  como proteína, que é um peixe que eu amo.

Estava uma delícia! Eu definitivamente devia ter casado com um dono de peixaria, porque gosto deles assados, ensopados, fritos, grelhados, crus, torrados… Na outra vida fui sereia ou pirata hahahaha. Mas apesar da truta com amêndoas ser perfeita, o que mais me chamou a atenção foi o arroz deles, que tinha bastante palmito e já foi cozido com as alcaparras, o que fez com que elas estivessem macias e salgadas na medida, raro isso em alcaparra, né? Amei mil vezes meu pedido e quando ele chegou na mesa fiquei desejando a panela do arroz hahahaha, mas quando cheguei na metade do prato tive certeza absoluta de que era mais do que eu consigo comer. Vocês sabem como eu como, então… A porção é bem farta mesmo!

Já o Raoni resolveu pedir o menu Jovens, que é rico em antioxidantes e ajuda a fortalecer o sistema imunológico, perfeito pra ele que tá sempre meio gripadinho e precisando recarregar as energias da fonte da juventude (leia “já está na terceira idade”).

Como sempre, tive que dar aquela experimentadinha básica e garanto que estava uma delícia! Ele também amou, principalmente porque o arroz dele era daqueles integrais com um milhão de grãos, o que ele adorou, porque além de ser super saudável, não tinha palmito nenhum… Onde já se viu detestar palmito?! Hahahaha, outra coisa que estava incrível era o salmão com molho de maracujá, eu já tinha comido vários peixes branquinhos com maracujá, mas salmão foi a primeira vez e eu adorei. O prato também acompanhava brócolis cozidos ao vapor, esses eu não experimentei, mas o Raoni elogiou o ponto do brócolis e ele é bem fresco com isso, ama brócolis, mas pede só pra poder falar que as pessoas não sabem fazer, daí como dessa vez não rolou, ele ficou todo contente e cheio de elogios, foi legal yay!

A nossa ideia era acabar de almoçar e ir até o Starbucks mais próximo tomar café, porque a gente faz isso quase toda vez que sai de casa, mas depois do superalmoço delícioso e farto do Bien!, prometemos que a nossa próxima refeição ia demorar pelo menos umas 4 horas pra acontecer, porque apesar de eu estar me sentindo leve e disposta, comemos bastante, viu?? Esse é um aspecto muito positivo da culinária deles, tenho a impressão de que posso comer muuuuuito e nunca vou me sentir pesada, enfasteada ou sonolenta, porque é tudo leve e saudável.

Mas como eu disse no começo do texto, se tratava de um dia particularmente cheio e cansativo da minha vida e nesse caso amigos… Só a sobremesa salva! Não consegui pular essa etapa engordativa da minha vida nem no restaurante funcional, então me joguei na coisa que julguei ser mais satisfatória e doce do cardápio: o incrível brigadeiro/mousse de especiarias para comer de colher! Eu definitivamente não sou parte relevante nas vendas das casas de brigadeiro que abriram ultimamente, mas esse… Que especial! O chocolate era amargo, ele tinha a textura perfeita e quando eu pensava que poderia enjoar do chocolate, sentia o gosto das especiarias e era maravilhoso. Se eu não tivesse foco, elegância (cof cof) e auto-controle, teria comido uns três hahahaha.

Já o Raoni, dessa vez conseguiu me desbancar com uma sobremesa mais bonita, viu? Ele pediu um cheesecake ao contrário (tipo o bolo de cabeça pra baixo da mãe do Dexter, quem lembra? Hahahaha <3) com calda de amoras e nossa… Que doce bonito! Mas como beleza não pões mesa, experimentei e garanto que é uma delícia! Acho que foi o cheesecake mais leve que eu já comi, mas sem perder o gostinho tradicional do doce, tanto que fiquei super intrigada com a receita!! Amei o brigadeiro, mas se você puder superar o amor por chocolate em uma refeição ao menos, recomendo o cheesecake.

No fim das contas, apesar do meu humor ter acordado péssimo, o almoço diferente e caprichado me deixou super contente, arrisco dizer que fiquei radiante hahahaah. Amei o conceito do Bien! e adorei o sistema de menus de preço fechado no almoço, realmente adoraria que todos os restaurantes fossem assim, eu mesma já tinha passado na frente do restaurante algumas vezes e como ele é lindo de doer, achei que fosse muuuuuito caro, mas com essa jogada dos menus, fui sem medo e concluí que o custo-benefício é incrivel! Super recomendo, principalmente pra vocês que também estão tentando fazer da vida uma experiência muito mais saudável. Para ver o endereço, obter mais inormações e conferir o cardápio dos próximos dias, clique aqui.

E você, já conhecia a gastronomia funcional? Já almoçou no Bien!? Qual menu combina mais com a sua segunda-feira?? Quero saber! Beijos e até amanhã, uma ótima semana, sem piores dias das nossas vidas, para todos nós <3

4 Comentários sobre Gastronomia funcional: Bien!