Garrett Popcorn

20 de maio de 2014

Quem aí ama pipoca? Quem faz tudo por uma pipioca? Quem acha pipoca e guaraná um programa legal? A resposta para todas essas perguntas pode ser qualquer pessoa… Menos eu. Parece engraçado e maluco, mas preciso começar esse post fazendo uma revelação pra vocês: eu odeio pipoca mais que tudo nesse planeta. Mas nessa coisa de experimentar todas as comidas do mundo, corri provar a tal da pipoca mais famosa de Chicago assim que ela desembarcou em São Paulo. O resultado? Acho que me apaixonei <3

A Garrett Popcorn é referência em pipoca artesanal há mais de 60 anos! Pra vocês terem uma ideia do nível de amor e carinho do petisco, os grãos de milho são cultivados na mesma fazenda desde 1949 e estourados apenas em tachos de cobre, numa receita supersecreta que faz com que a pipoca fique gigante e totalmente sem casquinhas ou peruá. Sem falar que ela não tem conservantes ou ingredientes artificiais, eles tentam ser os mais naturebas possíveis, mas claro sem abrir mão de ser uma delícia, né? A Cheesecorn, por exemplo, chega a ser um pouco grudenta e os dedos ficam sujos pra comer, porque o chedar é cremoso e delicioso, o que não faz a pipoca perder a crocância… É mágico apenas.

O que me chamou a atenção é que existem itens curiosos no cardápio da Garrett Popcorn. O sabor Chicago Mix, o clássico da marca, é uma mistura de caramelo de creme brulée com queijo cheddar… Vem os dois sabores de pipoca na latinha, mas o sabor de uma curiosamente não interfere no da outra! Experimentei essa e fiquei meio viciadinha, é impossível comer uma só e depois de experimentar, fica difícil passar na frente da Garrett e não comprar um monte, ainda que o preço seja um pouquinho menos doce que a pipoquinha. Como eu não gosto de pipoca, achei que não seria seduzida, mas a textura dela é muito diferente! Ela é crocante, extremamente saborosa e sequinha, não deixa resíduos na boca e nem casquinhas no aparelho.

Como opções doces no cardápio, também veio para o Brasil a pipoca de Castanha-do-Pará (que na gringa chama Castanha-do-Brasil) com caramelo e a de caramelo crocante com noz pecã. Para os mais tradicionais, há a pipoca original salgada e a amanteigada também, acho que essas custam a partir de R$ 6, mas considero um desperdício ir nesse templo da delícia e pedir uma pipoca sem glamour hahahaha. Quanto às embalagens, sei que a latinha charmosa é um must have em vários países, realmente ela é muito fofa e especial, porém acaba deixando o produto caro, viu?? Os preços variam de acordo com o tamanho e sabor escolhido: vão de R$ 6 a R$ 35 para os saquinhos e de R$ 29 a R$ 235 para as latinhas (a maior delas serve de 8 a 16 pessoas). .

Por enquanto só é possível comprar essa delícia no Aeroporto Internacional de Guarulhos, um local estratégico para que a marca consiga atingir os brasileiros e também quem está apenas de passagem por aqui, mas em breve teremos uma loja com endereço mais acessível… Palavras da equipe de marketing, que me deixaram ansiosa. Muita gente quando vê esses latões da marca, pensa que ela será vendida em outros pontos de venda, como a Pipó, aquela pipoquinha gourmet da discórdia faz, mas com a Garrett é diferente: eles vendem apenas o produto fresco e a pipoca chega a ser produzida 3 vezes por dia para garantir que o cliente está levando o melhor produto possível, então a ideia é espalhar lojinhas, não pipoquinhas enlatadas por aí.

E você, já conhecia a Garrett? Ficou afim de experimentar? A minha dica é comprar a Chicago Mix e colocar uma doce e uma salgada na boca ao mesmo tempo! Parece maluco, mas fica uma delícia… Espero que tenham gostado da dica. Beijos e até amanhã <3

12 Comentários sobre Garrett Popcorn