Como as 16 personalidades mudaram minha vida

Até hoje eu me lembro da primeira vez que fiz meu teste Myers-Briggs de personalidade, lembro que gostei do processo, porque gosto de responder questionarios, mas que rapidamente meu estado de espirito passou de "interessante" para "revista Capricho", entao eu não dei bola para isso por muitos e muitos anos… Até que há dois anos eu comecei a ler sobre isso e agora posso afirmar: os 16 tipos de personalidade realmente mudaram a minha vida, então achei que sim, esse teste merecia um espacinho aqui no blog, talvez não fosse uma completa besteira falar sobre isso para vocês. Olá vocês :)

Para quem não faz a menor ideia do que é de fato o teste de personalidade Myers-Briggs, ele é resultado de um profundo estudo de uma professora, que se interessava demais por personalidades diferentes e na década de 20, junto com a sua filha, realizou um estudo e conseguiu simplificar algo que muitos anos antes, Carl Gustav Jung, o pai da psicologia analítica, já havia estudado.  

 A Teoria dos Tipos de Personalidade de Jung é, talvez, a criação mais influente na tipologia de personalidades, e inspirou diversas teorias diferentes. Uma das contribuições chaves de Jung foi o desenvolvimento do conceito de Introversão e Extroversão – ele teorizou que cada um de nós cai em, pelo menos, uma dessas duas categorias, seja focando no mundo interno (Introvertido) ou no mundo externo (Extrovertido). Esses termos são normalmente usados de uma forma diferente hoje em dia, com Extroversão sendo sinônimo de habilidades sociais – enquanto a definição Junganiana original foca no local de origem onde a pessoa tira sua energia. Nesse sentido, a Introversão não implica em timidez, quer dizer que a energia de alguém provém de reflexões internas e não de experiências vivenciadas externamente ou com outras pessoas… É complexo, mas muito interessante!

personalidades

Além da Introversão e Extroversão, Jung também considerou vários outros conceitos e os mais relevantes na hora de saber qual a personalidade de alguém são as chamadas funções Julgadoras (tanto Pensando como Sentindo) e funções de Percepção (tanto Sensação como Intuição). De acordo com Jung, cada pessoa prefere uma dessas funções cognitivas e acha mais natural confiar nesta nas situações rotineiras, o que se a gente parar para analisar, faz todo sentido! Dificilmente temos exceções quanto a essas escolhas em momentos significativos da nossa vida, mas ao mesmo tempo, diferentes categorias e reações acabam formando inúmeras combinações de personalidades… Quer dizer, inúmeras não, 16! 😀

Você frequentemente vai ver cada um dos 16 tipos de personalidade sendo denominados por 4 letrinhas, sendo que cada uma delas representa uma resposta à um conceito de Jung e existem duas respostas possíveis para cada conceito, por isso que são 16 personalidades catalogadas. O que acontece é que, às vezes, responder essas perguntas com apenas duas alternativas não é tão simples para algumas pessoas, por isso existem tantos sites que realizam essa tarefa automaticamente para você, de uma forma que sinceramente, depois de muitto experimentar com praticamente todas as pessoas que conheço, eu acredito que é mais eficaz. Um site em português que eu totalmente recomendo para quem quiser fazer o site é o 16 personalidades (clique aqui).

Além das siglas, é comum que cada personalidade também seja definida por uma palavrinha – um exemplo disso é que sou ESFJ, ou seja, eu sou:

  • extrovertida (E) ao invés de introvertida (I)
  • observadora (S) ao invés de intuitiva (N)
  • sentimental (F) ao invés de pensante (T)
  • julgadora (J) ao invés de exploradora (P)

E é justamente por causa dessas palavrinhas que eu recomendo que vocês façam o teste, porque a não ser que você já tenha lido bastante sobre o assunto ou seja um estudioso de psicologia, pode ser um pouco dificil e até arriscado escolher entre um ou outro somente pelo significado usual que temos dessas palavras. Um exemplo disso é que eu não me considero uma pessoa sentimental, eu me considero super pensante! Só que os pensantes, de acordo com essa teoria de Jung, são aqueles que são fortes e seguem seus pensamentos lógicos independente de qualquer coisa, já os sentimentais focam na harmonia e na cooperação, o que realmente tem muito mais de quem eu sou. Outro exemplo é a palavra 'julgadora' que tem um peso muito grande no nosso idioma, parece que eu fico julgando todo mundo né? Mas para Jung não é bem assim, ser uma julgadora significa que eu respeito regras claras, cumpro prazos e valorizo a organização, é bem diferente do conceito que temos em mente inicialmente apenas ao ouvir a palavra, eu realmente não julgo as pessoas, mas essas características de planejamento são muito parte de quem sou.

captura-de-tela-2018-02-16-as-17-17-36

Se você tem problemas para decorar siglas, não se assuste: os gênios da psicologia pensaram em tudo e selecionaram palavrinhas que nos ajudam a lembrar quem somos dentro das 16 personalidades e assim, de cara também conseguimos entender um pouquinho quem são os outros também. Esse mix de características que listei acima pra vocês e que fazem de mim uma ESFJ me dão o nome de Cônsul, que não vou mentir, de cara me fez me achar muito sem graça, parece que eu sou uma funcionária de escritório que assina coisas né? Mas novamente, enganados pela superficialidade das aparências, resumidamente, as pessoas que compartilham a personalidade Cônsul são, por falta de uma palavra melhor, populares. Na escola secundária, os Cônsules são os chefes de torcidas e os capitães de times ajustando o tom, tomando o projetor e conduzindo suas equipes para a vitória e à fama. Mais tarde na vida, os Cônsules continuam a gostar de apoiar seus amigos e entes queridos, organizando reuniões sociais e fazendo o melhor para garantir que todos estão felizes. Ou seja, não é tão sem graça assim e mesmo com essa minúscula apresentação, já dá pra ver que sou totalmente essa pessoa mesmo e quanto mais leio e estudo sobre a minha personalidade, mais entendo quem eu sou e mais tenho ideias de coisas que posso fazer para melhorar minha vida e o mundo ao meu redor sem deixar de ser fiel a mim mesma.

Justamente por isso que eu escrevi esse longo post sobre uma maravilhosa ciência que curiosamente poucas pessoas conhecem. Ok, talvez em termos de internet muita gente conheça, mas a quantidade de pessoas incríveis que eu conheço e que quando falo sobre o assunto, não entendem direito do que se trata é alarmante… Estão deixando um mundo fabuloso de lado e tenho certeza que todos concordam que é fabuloso mesmo, afinal de contas quando não sabemos nossa personalidade e não nos informamos sobre ela, nós simplesmente deixamos de nos conhecer melhor e convenhamos que todos somos sim muito fabulosos, né?

Hoje em dia, após ler muito sobre quem são os Cônsules, eu não só entendo os motivos que me levam a amar uma vida em comunidade e ser extremamente ativa entre os meus amigos dos mais diversos circulos, como eu realmente me esforço para isso, já que sei que é algo da minha natureza e que, consequentemente me faz feliz. Sei que não importa o quanto eu não goste dela, eu e Taylor Swift somos muito parecidas, assim como também sei que roupas de alfaiataria melhoram a minha autoestima, enquanto frases divertidas em camisetas podem destruí-la. Também aprendi que muito dificilmente terei problemas com abuso de drogas, gosto de acreditar em poderes espirituais superiores e tenho talento para carreiras organizacionais em setores religiosos, assim como gosto de estudar, lido muito bem com estresse e me sinto plena em meus relacionamentos pessoais e profissionais, caso contrário saio deles cordialmente. Outro fato incrível é que, além disso tudo (que não é nem 10% do que sei e que atualmente me guia em minhas escolhas hahahaha), também sei que 12% das pessoas do mundo pensam igualzinho a mim, o que assumo que é bem reconfortante às vezes (17% das mulheres e 8% dos homens). Entendo certa lógica que as pessoas vêem em horóscopos, mas como astrologia pode ser mais famosa do que um fantástico estudo desses?? 

personalidades-2

Ok, se isso tudo não te convenceu, agora entra a parte que eu mais amo sobre os diferentes tipos de personalidades: através deles você não só melhora sua vida, você pode melhorar todos os seus relacionamentos, afinal essa é provavelmente uma das maneiras mais práticas e eficientes de conhecer os outros e saber o que os move psicologicamente sem precisar que eles falem – eu juro que isso faz toda a diferença! Antes de entender melhor os tipos de personalidade eu tinha muito mais dificuldade em lidar com pessoas, ainda mais pessoas que não estão na minha vida há muitos anos, porque eu sinceramente me sinto muito ansiosa (de um jeito negativo, rs) sobre o que as pessoas vão pensar de mim, se eu incomodo elas ou desagrado de alguma forma, etc (o que é totalmente ESFJ também), mas quando você consegue entender a personalidade de alguém é muito mais fácil prever algumas situações e assim manter a calma. Não que eu saiba exatamente o que as pessoas vão fazer, pensar ou dizer, claro! Isso nem teria graça no fim das contas, mas sabendo mais sobre a personalidade de cada um é muito mais fácil alinhar as expectativas nos mais diversos aspectos – tem algumas personalidades que eu jamais teria um relacionamento amoroso, por exemplo, porque não combinam comigo em muitos aspectos que eu considero importantes.

A melhor parte? Você não necessariamente precisa perguntar para as pessoas qual o tipo de personalidade delas para saber… Na verdade, às vezes é até mais eficiente você observar e chegar em conclusões, principalmente se for alguém do seu convivio que você possa ver agindo em situações que demonstrem características de cada uma daquelas letrinhas que falamos lá em cima – Ok, talvez falando assim pareça que eu sou uma stalker maníaca por personalidades, mas não é isso. Duas vezes eu fiz o teste por amigos que eu conheço muito bem há muitos anos e cheguei em conclusões diferentes das que eles chegaram, então resolvi que seria legal fazermos o teste novamente juntos (até porque eu não tinha feito o teste, eu tinha ído pelas letras e podia estar equivocada, afinal eu não sou psicóloga nem nada, só uma curiosa que ama ler sobre o assunto). No fim das contas, percebi nos dois casos que as pessoas não estavam respondendo as questões do teste com base em quem elas são de fato e sim, com base naquilo que elas gostariam de ser, na imagem que elas gostariam de passar para o mundo, o que faz toda a diferença!

Por isso, antes de encerrar com um novo convite para que vocês façam o teste e me contem nos comentários qual foi o resultado, fica o conselho: façam de coração aberto, sem medo do resultado, porque no fim não há sequer uma personalidade que seja ruim – não tem como se dar mal ou como alguém descobrir algo terrível sobre você que você não quer que seja revelado. Você pode até mesmo ser um canibal nato ou um psicopata, que ninguém pode descobrir através do seu teste… No fim é só sobre se conhecer melhor e conhecer melhor todas as pessoas ao nosso redor, eu realmente não acredito que exista algo mais legal no mundo! Mas já era de se esperar isso de uma ESFJ né hahahahaa 😛  Espero que tenham gostado da dica imensa cheia de relatos pessoais de hoje, mil beijos e até mais tarde <3

✨✨✨Clique aqui para fazer o teste e me conte o resultado!✨✨✨

♥  Seja meu amigo no instagram: helodelarosa 

De onde são os objetos do meu quarto?

Vocês já pararam pra pensar o quão doido é mobiliar uma casa? Eu sempre penso nisso quando me perguntam de onde é determinado móvel ou objeto do meu apartamento, porque na loja a coisa tem uma cara totalmente diferente, às vezes até mesmo uma função diferente, mas quando chega na nossa casa ele se torna nosso e muitas vezes se encaixa tão bem no ambiente que sequer lembramos de toda a história que tivemos com ele numa Tok&Stok ou Oppa da vida – quando eu era mais nova achava que móveis eram o contorno das paredes e hoje em dia, mesmo depois de estudar por 3 anos para me especializar em design de móveis, acho que de certa forma continuo pensando assim. Mas cá entre nós acho que eu tenho bom gosto para escolher os tais contornos, porque vira e mexe me perguntam de onde são os itens de decoração do meu ~lar doce lar~, então listei tudo e gravei um vídeo contando tudo sobre meu novo quarto para vocês:

Tão bom casa pronta, né? Por aqui agora faltam poucos itens e todos no escritório, mas já estão comprados, estou só esperando chegar – quando isso acontecer, se quiserem faço um tour pra vocês, bem blogueirinha que sou hahahaha. Espero que tenham curtido e se tiverem alguma dúvida deixem nos comentários que já volto – beijos eaté mais tarde <3

Facebook – Twitter – Youtube 

♥  Seja meu amigo no instagram: helodelarosa 

Vlog da semana – ele voltou!

Mas antes de qualquer coisa, já aviso que ele pode ir embora de novo a qualquer momento hahahaha 😛  Na verdade não vai acontecer toda semana, só quando eu de fato for sair de casa e fazer algo interessante. Ainda que remeta algum estrelismo essa frase, a verdade é que 'muita gente me pediu para voltar a gravar vlog' e sim, isso é verdade, foram pedidos reais! Eu tinha parado porque ainda que eu não seja uma pessoa timida com estranhos, eu fico um pouco sem graça de tirar a câmera da bolsa e mostrar o que estou fazendo quando estou com os meus amigos, mas no fim acho que é uma noia minha, eles entendem, interagem, sabem que é uma parte importante do meu trabalho. Tinha parado também porque viciei nos stories e a verdade? Eu nunca perderei esse vicio, mas garanto que estou mostrando coisas diferentes e no fim é a solução para todas as mensagens que recebo pedindo para falar nos stories – eu não vou falar, a não ser que haja um real motivo, rs. Gosto de registrar de maneira sutil o que faço através dessa ferramenta queridinha do Instagram e no fim muitas pessoas curtem isso, porque quase não gasta 4g do celular para ver o que estou fazendo… Aliás, quer ver o que andei fazendo? Assista ao vídeo:

Outro ponto muito frequente nos comentários é a constante mudança do meu sotaque, mas amigos… Ela é muito maior do que vocês imaginam, vocês percebem só o topo do problema, ele é muito maior. Minha psicóloga disse que isso acontece com todos que têm MUITA facilidade para aprender novos idiomas e eu realmente tenho, né? O grande problema é que ainda que eu tenha morado no interior do Rio a maior parte da minha vida, várias criaturas mandam mensagens falando que é um sotaque forçado e isso é um pouco irritante, por isso resolvi responder de uma vez por todas: nao é forçado, desculpa galera carioca, mas eu sequer acho esse sotaque bonito hahahaha :/  Acontece que sempre que eu passo muito tempo com amigos da minha cidade ele volta com força total do nada e do mesmo jeito aleatório que surge, vai embora. Isso não acontece só com carioquês não, até em japonês, se eu fico muito tempo na região de Kansai, o pessoal do Japão fala que meu sotaque muda muito, então é algo meu, superem. Ia gravar um vídeo só contando e explicando isso, mas aff video chato, né? Então tá explicado 😉  Pode parecer frescura, mas em um momento da minha vida eu realmente parei de gravar vídeos por causa desse comentário sobre sotaques que é constante nas minhas redes desde que voltei a passar tempo com pessoas de Friburgo e do Rio, mas quando minha psicóloga me disse que não era necessariamente algo ruim e sim uma habilidade, decidi que os comentários é que precisam parar, rs. Espero que tenham gostado do vídeo, ou que pelo menos aproveitem as dicas de lanches 😀  Mil beijos e até mais tarde <3

Facebook – Twitter – Youtube 

♥  Seja meu amigo no instagram: helodelarosa