Como tirar o visto japonês?

29 de abril de 2016

Na primeira vez que fui ao Japão, no ano retrasado, eu lembro que falei bastante sobre o processo do visto japonês nas minhas redes sociais, porque muita gente tinha curiosidade sobre como funcionava, se era fácil ou difícil… Daí na segunda vez nem falei sobre o assunto, porque já tinha perdido a magia do processo burocrático (o frio na barriga jamais, rs) e eu já entendia bem o sistema, mas no fim das contas, nem fiz um post detalhado, como fiz sobre o visto americano, né? E ultimamente muitas pessoas têm me perguntado sobre isso, tanto amigos próximos, como pessoas que encontram o blog pesquisando sobre viagens na internet, então resolvi finalmente explicar todos os detalhes em uma FAQ para vocês!

visto japones

Vale lembrar que eu e o Raoni fizemos esse processo até hoje três vezes (em uma eu esqueci meu comprovante de residência em casa), sendo que em uma delas tiramos um visto de duas entradas, porque também fomos à Coreia do Sul. Além disso, toda a experiência que eu já tive até hoje com o consulado do Japão, foi aqui em São Paulo, infelizmente não sei dizer se o processo é idêntico em outras cidades e jurisdições 😉

 

 

Uma foto publicada por Heloísa Dela Rosa (@hdelarosa) em

 

É difícil conseguir um visto para o Japão?

Sinceramente eu não acho, o processo é simples, a única diferença em relação ao visto americano (todos querem comparar com esse, né?), é que o japonês é mais exigente. Um exemplo disso é que você só pode tirá-lo depois de ter a passagem comprada em mãos, os hotéis reservados e toda a viagem meio organizada… Mas depois de reunir tudo o que eles pedem, dificilmente será negado.

Dá pra tirar o visto antes de comprar a passagem?

Eu sei que já falei sobre isso no item anterior, mas é muito bom frisar, porque muitas pessoas ignoram esse fato, acham que é apenas um detalhe ao invés de uma obrigatoriedade. Até já tive amigos que tentaram a sorte, mas acho praticamente impossível de conseguir, até porque as datas das passagens de ida e de volta são fatores determinantes para que o consulado conceda o visto. A parte chata é que se você não conseguir, vai ter que cancelar a viagem e perder algum dinheiro, mas a parte legal é que se você já tem as passagens, eles levam a sério a sua solicitação.

 

 

Uma foto publicada por Heloísa Dela Rosa (@hdelarosa) em

 

Quanto tempo vale o visto japonês de turismo?

Essa é uma pergunta que causa muitas dúvidas, porque de fato, ela não fica clara em lugar algum, rs. Geralmente o consulado libera um visto de uma única entrada, com duração de 15 dias, mas se você quiser ficar 30 dias (fiz isso nas duas vezes), você consegue desde que leve todo o seu cronograma de viagem e passagens baseando-se nesse intervalo de tempo. Mas apesar disso, o visto japonês dura 3 meses, uma vez que ele só pode ser tirado quando faltarem 90 dias para a sua data de saída do Japão. Ou seja – vai ao Japão dia 1/12 e quer voltar dia 30/12? Leve o seu formulário de viagem e passagens comprovando essa intenção no consulado a partir do dia 30/09 para dar entrada no visto, antes dos três meses eles não aceitam a solicitação.

Como tirar um visto de trabalho para o Japão? Como tirar um visto de residente?

Nunca tirei esses vistos, mas sei que para quem é descendente de até segundo grau, existem essas e várias outras possibilidades. Para saber mais, acesse o site da Embaixada Geral do Japão em São Paulo clicando aqui.

 

 

Uma foto publicada por Heloísa Dela Rosa (@hdelarosa) em

 

Quanto custa o visto japonês?

A taxa para tirar um visto comum de turismo em passaportes brasileiros é de R$ 79, já um visto para multiplas entradas sai por R$ 158 e o de trânsito custa R$ 16. A grande diferença é que, ao contrário do visto americano, ao tirar um visto para o Japão a taxa só será cobrada na retirada do passaporte vistado, ou seja, caso seu visto seja negado ou você precise tentar novamente por falta de documentos, não vai pagar nada. Mas essa regra só vale para vistos solicitados diretamente no Consulado Geral do Japão em São Paulo, no Centro de Visto Japonês eles cobram uma taxa de serviço no valor de R$ 161 de qualquer forma.

Qual a diferença de tirar o visto no Centro de Visto Japonês?

No site do consulado, o endereço do CVJ está em destaque, por isso muitas pessoas se confundem e vão lá para tirar o visto, mas sinceramente eu acho que não vale a pena no caso dos pedidos para turismo. A grosso modo, o Centro de Visto Japonês funciona como um despachante e cobra uma taxa extra pelos seus serviços, mas não faz milagres… Se você reunir os documentos com atenção, tem as mesmas chances de ter o visto aprovado lá ou no consulado. O aspecto positivo é que eles têm um horário de atendimento mais amplo, já o negativo é que além do processo sair mais caro, quando o visto é negado, o passaporte pode ser devolvido com uma sinalização. Não sei se isso influencia em alguma coisa em algum momento da vida, mas eu prefiro não ter um #negado nas minhas lindas e felizes páginas de viagem. Além de trabalhar com processos para o visto japonês, a empresa responsável pelo CVJ também atua na documentação de vistos para o Canadá, Estados Unidos, China e Taiwan.

 

 

Uma foto publicada por Heloísa Dela Rosa (@hdelarosa) em

 

Quais os critérios avaliados pelo consulado para conceder um visto?

Assim como os vistos para outros países, eles avaliam principalmente a renda e o vinculo com o país onde reside o solicitante… Mas o céu é o limite, né? Nenhum consulado deixa claro quais são os critérios utilizados por eles, nem existe um mínimo financeiro exigido e divulgado, algumas pessoas falam em R$ 30mil, mas eu acho sinceramente que isso é lenda, porque conheço muita gente (inclusive eu!) que já foi pra lá com menos que isso. Eu acredito que uma pessoa que comprou passagens, reservou hotéis, pesquisou sobre gastos do dia a dia e tem a soma desse montante em dinheiro livre para gastar com a viagem, deve ter o visto aprovado sem problemas. Mas vínculos empregatícios e estudantis sempre ajudam muito a comprovar a real intenção de retorno ao Brasil, né? Eu vejo que para o visto americano eles reparam muito nisso, no japonês não deve ser diferente.

Tenho renda insuficiente, não declaro imposto de renda ou simplesmente me sinto inseguro. Como lidar?

Da primeira vez que fomos ao Japão estávamos morrendo de medo do visto, porque todo mundo fala que é o mais difícil do mundo e eu não tinha muitas referências, então surtei, rs. O meu maior medo era eles acharem que o meu dinheiro não era suficiente ou que a minha profissão era instável demais (porque é um pouco mesmo, rs), então liguei e perguntei sobre todas as formas de comprovação de rendimentos! Eles me disseram que caso eu não declarasse IR ou não tivesse renda suficiente, poderia levar comprovantes dos meus pais e até mesmo avós para complementar. No fim das contas não precisou, mas fica a dica pra quem também está muito ansioso com toda a situação.

 

 

Uma foto publicada por Heloísa Dela Rosa (@hdelarosa) em

 

Sou menor de idade ou dependente financeiro de alguém… Posso tirar o visto?

Pode! Inclusive, no formulário de requerimento tem essa opção e basta preencher com as informações da pessoa que vai arcar financeiramente com a viagem. Nesse caso, ao invés de levar seus comprovantes de renda, trabalho, etc, leve os do seu responsável financeiro. 

Como levar animais de estimação para o Japão?

Muitas pessoas me perguntam isso, mas além de eu achar que essa deve ser uma viagem muito louca e cansativa para cachorrinhos e gatinhos, o processo é bem burocrático. Caso seja inevitável que o seu pet te acompanhe, clique aqui e saiba mais sobre o processo.

Quanto tempo demora para sair o visto japonês?

No geral são dois dias úteis, mas isso pode depender um pouco da época, da demanda e dos feriados japoneses. No geral, solicitações aceitas na quarta-feira estão prontas para retirada na sexta.

 

 

Uma foto publicada por Heloísa Dela Rosa (@hdelarosa) em

 

O Consulado Geral do Japão em São Paulo aceita débito?

Essa era uma dúvida que eu tinha porque odeio sacar dinheiro, mas pelo menos até a última vez que passei pelo processo, a taxa precisava ser paga em dinheiro.

Preciso agendar a entrevista do visto?

Para a nossa felicidade suprema… Não! É só chegar lá dentro do horário de atendimento, pegar uma senha e aguardar sentadinho até chegar a sua vez. Geralmente não demora, o máximo que já esperei lá foram 40min.

Qual o horário de atendimento do Consulado Geral do Japão?

O atendimento ao publico acontece de segunda, quarta e sexta-feira das 9:00 às 12:00. 

Qual o horário para retirar passaportes vistados?

De segunda a sexta-feira , das 14:00 às 16:00.

 

 

Uma foto publicada por Heloísa Dela Rosa (@hdelarosa) em

 

Quais são os documentos necessários para tirar o visto japonês?

Clique no termo que melhor se encaixa na sua situação e veja a lista no site do consulado: turismovisita à parenteviagem de negóciosparticipação em eventostrânsitofilho de japonêsneto de japonêstrabalho com certificado de elegibilidadeestudante.

O solicitante precisa estar presente para solicitar o visto ou pode enviar parentes, amigos ou funcionários?

De acordo com o consulado, o solicitante deve comparecer para solicitar e retirar o visto. Caso não seja possível, será admitido membro da família (pai, mãe, irmão ou cônjuge) munido de documento que comprove o parentesco. Em caso de negócios, será admitido funcionário com identificação da empresa (crachá da empresa ou carteira de trabalho). No nosso caso, mesmo não sendo casados legalmente, eles permitiam que apenas um de nós fosse fazer a solicitação, já que íamos viajar juntos.

Preciso ir ao consulado para esclarecer dúvidas?

Não, o horário de informações pelo telefone é de segunda a sexta-feira (exceto aos feriados), das 9:00 às 12:00 e das 13:30 às 17:30 TEL: (0XX11) 3254-0100.

Quem pode solicitar vistos no Consulado Geral do Japão em São Paulo?

O Consulado Geral do Japão em São Paulo atende aos residentes dos estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e parte do Triângulo Mineiro. No caso de residentes de outras localidades, clique aqui.

 

 

Uma foto publicada por Heloísa Dela Rosa (@hdelarosa) em

 

Como é a entrevista do visto japonês?

Diferente do visto americano, a entrevista no consulado do Japão demora um pouquinho, mas é muito tranquila! Quando chegar a sua vez de ser atendido, você vai se sentar em frente a um guichê e o funcionário do consulado vai te pedir os documentos. Entregue tudo o que tiver e responda à eventuais dúvidas… Elas vão surgir, porque é muita papelada e às vezes fica um pouco confuso pra eles organizarem tudo, né? Em todas as vezes que fiz o processo, percebi que eles são bem detalhistas, olham tudo com muito cuidado, fazem marcações nos nossos papéis e às vezes, anotações nas coisas deles. Se estiver tudo certo eles vão ficar com a documentação e te dar um papel indicando a data para retirada do visto, já se faltar alguma coisa eles vão te avisar e pedir pra voltar outro dia. Às vezes se rolarem dúvidas eles ficam entrando na sala que fica logo atrás deles, provavelmente para perguntar à alguém com o cargo mais alto. Geralmente, se o visto for negado eles já avisam na hora da entrevista, até agora nunca ouvi falar de alguém que deixou os documentos e quando foi buscar o passaporte, teve um final infeliz! Além disso, os atendentes são muito agradáveis e polidos, amo ir lá porque já me sinto no Japão, rs.

 

 

Uma foto publicada por Heloísa Dela Rosa (@hdelarosa) em

 

E aí, alguém tem alguma dúvida que eu não listei nessa FAQ? Algo não ficou claro nas minhas respostas? Me deixem nos comentários que eu complemento o post… Juntos vamos fazer o maior guia de viagem para o Japão de todos os tempos! 😀 Espero que tenham gostado das dicas e quero saber: alguém tem uma história curiosa sobre vistos pra contar? Mil beijos e até mais tarde <3

Me acompanhe nas redes sociais:

Facebook – Instagram – Youtube 

Snapchat mais legal do Snapchat: helodelarosa

Siga o meu blog no Bloglovin

16 Comentários sobre Como tirar o visto japonês?