Como juntar dinheiro para realizar sonhos?

O título lembra muito livro de autoajuda e na verdade, o conteúdo não é tão diferente assim, né? Só que prometo que vai ser mais compacto, mais leve, mais divertido e menos cafona. Por mais que muitas dicas sobre o assunto sejam dadas por aí, resolvi escrever esse post por causa da viagem que estou fazendo agora, afinal quando contei para alguns colegas e principalmente na internet, ouvi muita gente falar “nossa ficou rica” e quem me conhece sabe que eu não fiquei e provavelmente jamais ficarei… Infelizmente, né? Hahahah essa sorte é pra poucos.

O negócio é que eu sou muito focada nas coisas que eu quero fazer, muito focada mesmo, quase obcecada eu diria. Quando parei de trabalhar fora para ser autônoma e viver do blog, coloquei na minha cabeça de uma vez por todas que precisava ser extremamente responsável com o dinheiro. Eu sempre tive muita noção de finanças, porque quando eu era mais nova a minha família era muito pobre e cada R$ 1 fazia diferença, era tenso mas hoje vejo que me fez muito bem. Afinal eu valorizo muito o dinheiro, sei que ele não vem fácil e que se não usarmos com sabedoria, pode ir embora muito rápido. Aprendi também que não é preciso muito para viver bem no dia a dia, basta ser criativo! Então quando consegui uma boa estabilidade financeira apenas me dedicando ao blog, usei essa criatividade que aprendi a ter na infância para me esforçar e juntar dinheiro para realizar sonhos maiores!

Eu sempre quis ir ao Japão, sempre quis conhecer a Ásia inteira na verdade, mas como a minha família sempre foi pobre, juro pra vocês que em muitos momentos imaginei que esse sonho nunca se concretizaria, afinal de contas nem faz tanto tempo que eu andei de avião pela primeira vez! Mas queria viajar, queria muito conhecer lugares e no fim do ano passado, acho que em novembro, comecei a juntar todo o dinheiro que eu podia. Parei de comprar roupas, maquiagem, sapatos, jantares mais caros e todo tipo de coisa supérflua. Comprava só o que precisava e mesmo assim pesquisava bastante para pagar o melhor preço, tanto que só agora voltei a comprar algumas coisas nas lojas que gosto, até então todas, mas todas as minhas compras de roupas estavam sendo feitas em outlets ou lojas de departamento mais baratas, como Besni, Marisa e Forever 21. Pior que eu peguei gosto pela coisa, não tenho mais coragem de pagar o preço cobrado pelas lojas mais descoladas do shopping.

Só que quando eu comecei a juntar dinheiro era pra fazer uma viagem qualquer, que o meu dinheiro desse quando sentisse que o momento havia chegado e sinceramente ir aos Estados Unidos era o máximo que achei que poderia pagar, mas pra mim já seria incrível e já valia a pena render todos os meus esforços e economias para tirar essas férias. Porém, pouco depois depois, acho que em março, vi que eu era boa nisso e que juntar dinheiro pode ser muito fácil, desde que você faça isso de coração, com objetivos e vontade. Tanto que no fim das contas consegui juntar dinheiro para fazer uma viagem muito mais cara, infinitamente mais longa, sem pagar nada no cartão de crédito e ainda sem arrombar o orçamento da minha poupança (ok, ela não tá arrombada, mas levou um baita de um susto!).

Claro que juntar dinheiro não é a coisa mais divertida do mundo e eu fui taxada de chata por várias das minhas amigas ao negar idas em shoppings ou por ir e acabar saindo sem nenhuma sacolinha, mas juro que em nenhum momento eu me frustrei ou me senti estressada por ter que juntar dinheiro. Tava fazendo tão genuínamente pra realizar sonhos, que era delicioso cada passo, cada R$ 10 que eu colocava a mais na minha poupança eu sorria! E por mais que eu não tenha um supersegredo, um sistema de pirâmide ou uma simpatia pra indicar, listei algumas coisas ou pensamentos que me ajudaram muito a conseguir juntar uma grana pra fazer o que eu queria:

  • Você precisa ter um objetivo. Por mais que ter dinheiro sobrando na conta e tranquilidade na cabeça seja motivador, isso é pouco, tem que pensar em realizar algum sonho, ou ter um valor meta pra bater. Senão toda vez que você quiser comprar coisas por impulso, não vai poder pensar em uma realização que compensaria mais.
  • Se imagine vivendo o que você mais quer. Eu sou louca por Starbucks e por restaurantes, mas toda vez que batia aquela vontade de gastar com essas coisas, pensava que era melhor fazer algo mais barato e guardar o dinheiro para ir no Starbucks de outro país, por exemplo. Juro que ficava imaginando até quais os cafés diferentes que tomaria em viagens!
  • Viva a sua vida com as suas vontades. Não é porque todas as suas amigas estão comprando, todos estão falando, desejando, esperneando, causando e resenhando que você precisa ter também. Só compre coisas que você quer muito, precisa ou sentiu uma paixão arrebatadora… E se couber no seu orçamento, claro!
  • Deixe na conta corrente apenas o essencial para viver, o resto coloque na poupança. Você vai ficar com pena de entrar no cheque especial pra comprar coisas e com preguiça de transferir da poupança de volta para a conta.
  • Acorde para a vida, você tem noção de quanto custa uma camiseta básica? Por mais que o meu modelo favorito custe R$ 70 na Zara, existem um bilhão de outras custando ao menos a metade do preço. Saia da sua zona de conforto e gaste uns minutinhos para pesquisar na hora de comprar as coisas que você precisa… A vida devolve esses minutos pra você gastar numa viagem incrível.
  • Desista da balada! Acho que quando eu parei de sair a noite que eu comecei a ter realmente dinheiro, porque antes disso todo o meu dinheiro ia embora em drinks, taxis, esquentas e lanches da Bela Paulista às 5h da manhã… Isso porque meus amigos que faziam as festas na época que eu saia mais, então eu não pagava a entrada. Se eu pudesse voltar no tempo eu teria gasto toda essa grana de um jeito tão diferente, porque agora que eu não saio mais nem os amigos daquela época sobraram pra contar história. Tudo passa.
  • Você sabia que se colocar um endereço no google maps ele te diz como chegar nele por meio do transporte publico? É incrivel, né? Taxis são práticos, climatizados e confortáveis, mas custam muito, muito caro mesmo. Até pouco tempo atrás eu ainda achava que valia muito a pena no horário de pico, porque o metrô fica cheio e é aquela loucura. Mas agora que os taxis não podem mais andar no corredor de ônibus eles são a pior opção a qualquer hora do dia. Às vezes sai mais barato esperar os trens esvaziarem tomando Starbucks do que encarar o trânsito pelo taximetro.
  • Aprenda a cozinhar, programe-se para assistir filmes no netflix, escreva um blog ou simplesmente leia livros que você comprou e até esqueceu… O importante é curtir a sua casa ao máximo. Além de ser o melhor do mundo, é um lugar que você já paga para passar os dias, seja com aluguel, conta de luz, condomínio, o que for… Faça esse dinheiro valer a pena!

Acho que tem várias outras dicas, mas essas são as que eu consigo me lembrar agora, porque sempre pensava nelas quando alguma coleguinha me gongava quando eu não comprava algo incrível da mais nova coleção de qualquer marca do momento. Ou quando eu queria gastar tudo na Kate Spade também hahahaha. Prometo que se lembrar de mais dicas atualizo esse post e aviso para vocês, mas acho que o essencial ficou claro: sejam donos das suas decisões e aproveitem as coisas que vocês mais querem na vida, batalhem de verdade por elas, mesmo que isso signifique ficar várias noites sem dormir e até aceitar alguns trabalhos que não são tão incríveis assim. Foca no sonho! Mil beijos e até amanhã <3

Esse post foi agendado, estou passando férias no Japão e na Coréia do Sul. Para acompanhar a minha viagem em tempo real, siga-me nas redes sociais:

YOUTUBEFANPAGEINSTAGRAM

8 Comentários sobre Como juntar dinheiro para realizar sonhos?