Como é o sushi do Japão?

26 de fevereiro de 2015

Eu e o Raoni somos apaixonados por comida japonesa, com certeza é uma das nossas culinárias favoritas! Então uma grande curiosidade que a gente tinha era se a comida japonesa do Brasil é mesmo parecida com a do Japão. Desde que a gente voltou essa é a pergunta que eu mais recebo, então achei que precisava fazer um post mais detalhado sobre o assunto aqui no blog, né? Afinal de contas, o sushi foi com certeza o ponto alto da nossa viagem! Acho que uma forma legal de mostrar pra vocês como é o sushi de lá, é mostrando o restaurante que eu mais gostei de comer! Louca por comidinhas como eu sou vocês devem imaginar que a gente foi assim, em muitos restaurantes. Tinha vez da gente almoçar ou jantar duas vezes, pra poder experimentar o maior número possível de restaurantes, até porque eu tinha uma lista bem generosa de lugares onde eu queria comer, leio muitos blogs de resenha, então tinha um monte de lugar no Japão que eu queria experimentar hahahaha.

O restaurante de suhi onde eu mais gostei de comer foi o Daiedô… Mas não achem que eu sabia que o nome dele era esse enquanto estava viajando, hein? Foi a Joyce Kitamura que me ajudou a descobrir como se pronunciava, afinal não leio nadinha de japonês, tanto que a gente só encontrou o restaurante pela imagem da fachada no google street view! O Raoni é muito bom nisso, ele tem os melhor GPS humano que eu já vi e sempre conseguia dar um jeito da gente chegar exatamente onde queríamos, mesmo sem conseguir ler as placas e sem ter internet no celular <3 O Daiedô fica na saída da estação principal de Shinjuku! Quem for pra lá vai perceber que, na verdade, ela tem muitas saídas hahahaha mas uma dica é mostrar o endereço do restaurante e pedir pra te indicarem, eles são muito solícitos, então não vai ser difícil.

Japan, 〒160-0022 Tōkyō-to, Shinjuku-ku, Shinjuku, 3 Chome−36−2 完全個室ダイニング 夜空

Não sei se esse endereço que eu tenho é exatamente do restaurante, talvez seja do prédio em frente ou ao lado, porque eu peguei caminhando pelo google street view, mas não tem nenhuma fachada como a do Daiedô, então vai ser fácil achar!

A maioria dos restaurantes de sushi que eu vi na viagem são no esquema de esteira: você senta em volta do sushiman e fica passando uma esteirinha com os pratos que ele acabou de preparar. Tem uns mais modernos também, que você não vê a comida sendo preparada e você faz o pedido em um tablet. Acho que tem que ir num desses pra viver a experiência, o Uobei é um exemplo muito famoso de kaiten sushi moderninho, pra quem quer conhecer. Mas no fim das contas, acho esses mais “antiguinhos”, digamos assim, muito mais legais! É uma parte muito divertida da refeição fazer um pedido especial para o sushiman ou simplesmente ficar assistindo ele trabalhar, isso eu não troco por iPad nenhum.

Lá no Japão tem muito sushi diferente, muito mesmo! É normal que no cardápio desses restaurantes tenham 30 sabores diferentes, porque eles não se prendem apenas ao peixe branco, camarão, salmão e atum. Pra ter uma ideia, teve um restaurante de sushi que a gente foi que tinha 5 tipos de atuns diferente, dos mais magros pros mais gordinhos, que são mais caros. Pra saber o preço deles você tem que ficar de olho na cor do pratinho! Em algum lugar do restaurante, seja na parede, no cardápio ou na esteirinha, vai ter explicando quanto custa cada cor de prato e os preços costumam variar de 110 a 800 ienes, no Daiedô o prato mais barato custa 140 ienes. Isso nos restaurantes mais populares tá? No Japão como em qualquer lugar tem restaurantes super chiques e caros, mas dificilmente você vai encontrar um deles procurando por sushis de esteira em Shinjuku, então não precisa ficar com medo também hahahaha. No começo eu achava que todos os restaurantes seriam caros, depois eu percebi que eu estava muito enganada, comer no Japão é delicioso e muito em conta!

Os meus sushis favoritos no fim das contas não foram muito diferentes os sabores que eu como aqui no Brasil: salmão, peixe branco tostado com limão e tarê, atum, camarão, olho de boi (que é um tipo de peixe, rs), bonito, uni e mackerel. Eu experimentei quase todos, mas esses eram os que eu acabava comendo mais. Porém, o que eu mais amei não tem aqui, que é um sushi coberto com maionese e camarão batidos! A maionese japonesa é incrível, então a textura era deliciosa. Todos os dias eu comia pelo menos uns 6 sushis desses! Já um que eu achei que seria delicioso, mas não curti muito foi o de carne de cavalo. Ele é bem bonito, mas não é muito gostoso.

Eu acho que as principais diferenças entre os sushis servidos em restaurantes populares brasileiros e os servidos em restaurantes também populares no Japão são:

  • Tamanho: o de lá pra eu colocar inteiro na boca era meio difícil sabe? Rolava um momento fofão, porque eles são grandes.
  • Arroz: aqui alguns restaurantes deixam o arroz muito doce e muito ácido, né? Lá essas qualidades são muito equilibradas com o sabor do arroz, não ficam tão evidentes.
  • Peixe: pra mim a parte mais diferente e deliciosa do sushi do Japão é que o peixe vem bem mais grosso e ele é bem mais macio também, mas a maciez eu não sei porque é tão diferente. O Kinu (clique aqui para ver a resenha) é o único restaurante que eu já fui aqui em São Paulo em que o peixe também é muito macio, igual ao do Japão, mas eu nunca comi o sushi lá, só o sashimi, então não sei se é tudo igualzinho. Muitos dos sushis que eu comi no Japão tinham a fatia de peixe grossa como um dedo, era incrível! Isso sem falar no frescor, né? Com certeza eu fiz as melhores refeições da minha vida nessa viagem.

Com exceção do de cavalo, todos os que eu citei costumam estar, na maioria dos restaurantes, no pratinho de cor mais barata, então é muito fácil fazer uma refeição de sushis sem gastar muito. Pra vocês terem uma ideia, eu e o Raoni em uma refeição normal (de ogros) costumávamos pedir uma média de 15 pratinhos de sushi, cada um vem uma dupla, então são 30 sushis bem grandes e gostosos. Nisso a gente gastava mais ou menos 2.500 ienes, dependendo da cor dos pratinhos que a gente pegava, até menos! Isso dá um pouco mais de R$ 50… Pra um almoço de duas pessoas com comidas deliciosas e fartura é um preço excelente, né?

A gente amou tanto, mas tanto esse restaurante, que às vezes a gente ia em algum lugar diferente jantar, pra experimentar outros tipos de prato, mas a gente evitava comer demais, pra conseguir comer pelo menos uns 4 sushis cada um no Daiedô antes de dormir hahahaha. Viciados, né? Nós fomos em mais uns 6 restaurantes de sushi de esteira, que eles chamam de kaiten sushi, mas no fim esse foi o favorito mesmo! Ainda hoje, aqui no Brasil, lembramos das refeições que fizemos lá quase todos os dias. Quando a gente vai em restaurantes japoneses aleatórios aqui em São Paulo então, a gente quase chora com a comparação hahahaha. A parte boa de ir pro Japão se você gosta de comida japonesa é que você vai comer as melhores coisas da sua vida… Mas a parte ruim é que na volta vai ser difícil ir em um rodizio japonês baratinho qualquer e ficar feliz.

Pronto! Acho que consegui dar uma das dicas mais valiosas da minha viagem e com isso entrei em depressão hahahaha. Fiquei um tempão andando nas ruas de Shinjuku, que foi o bairro que me hospedei, pra poder encontrar o endereço no google street view. Deu uma saudade, sabe? Muito grande mesmo, espero poder voltar lá um dia, vou me esforçar muito pra isso. Espero que tenham gostado, mil beijos e até amanhã <3

Me acompanhe nas redes sociais:

Facebook – Instagram – Youtube – Viber

13 Comentários sobre Como é o sushi do Japão?