Cataratas do Iguaçu

Ai que preguiça! Hahahaha, tava morrendo de saudades de postar no blog e de ficar curtindo um vácuo em casa, mas gente.. O que foi o retorno na agência? Achei que fosse morrer hahahaha. Teve gente que ficou me zoando nas redes sociais, falando que minhas férias duraram dois meses, mas foram só 15 dias e pra mim parece que foi só um fim de semana prolongado, então foi super legal, mas passou voando!

Como eu contei aqui no blog no dia de ir, eu fui em várias cidades e consequentemente, conheci varias coisas turísticas, muitas comidas diferentes, então tem uma porção de coisas pra mostrar aqui no blog, espero que curtam. Resolvi começar pela primeira parada da viagem (mentira, a primeira foi no Paraguai, mas daí nem tem fotos, só vídeo de comprinhas que coloco na sexta-feira), que foi em Foz do Iguaçu.

A gente foi lá ver as famosas cataratas, claro, né? Eu não sou muito apegada a natureza, porque fui criada em Nova Friburgo, que é matagal puro, então nem tava muito animada, mas quando cheguei lá descobri que eu não tinha noção nenhuma do que rolava no parque hahaha. Eu pensava que as Cataratas ficavam tipo num manobrador de estrada de terra, daí chegava lá você via as cachoeiras e já era hahahahaha, nada a ver!

É um parque lindo e maravilhoso, toooodo bem feito e bem planejado, custa R$ 28 pra entrar mas dá gosto de pagar viu? Porque o lugar é muito bem cuidado! Depois dos guias explicarem pra você como funciona o passeio, você pega um ônibus daqueles sem teto pra chegar até as cataratas. Os ônibus têm estampa de bichinhos que vivem no parque e eles são lindos, eu fiquei apaixonada pelo de quati… Aliás, a parte do passeio que eu mais curti é justamente porque lá tem muitos quatis! Mas já vou chegar nessa parte hahahaha. Uma dica importante pras meninas é: levem elástico de cabelo! Eu não levei e fiquei simplesmente um espantalho das neves no trajeto do ônibus, porque venta muito e é muito frio, pensei que ia esfregar protetor labial na minha cara pra dar uma amenizada na situação kkk.

Foto do Rodrigo tirando uma foto minha de Nyan Cat, logo ele me manda essas palhaçadas!

Daí quando chega nas cataratas, você tem que fazer uma pequena trilha… Quer dizer, eles chamam de trilha, mas consiste em descer algumas escadinhas suaves, tudo de concreto, bem tranquilo, até pessoas mais sedentárias e preguiçosas como eu conseguem cumprir o trajeto com tranquilidade, viu?? Na verdade essa foi a parte que eu mais gostei, porque MUITOS quatis ficam passeando pelo percurso e eles já estão muito habituados com os humanos, então a brincadeira rola solta e eles são muito fofinhos, parecem bolinhas de pelo felpudas, bonitinhos mesmo!

No fim dessa trilha (que não deve ter mais que 1km), a gente chega nas Cataratas, yay! Tem algumas pontezinhas de ferro que passam por cima da água e é realmente radical andar por alí, dá pra ter uma visão bem mais ampla de tudo do que eu imaginava, em algumas partes a gente até se molha um pouco, porque a força da água cria uma constante garoa, então nem se preocupem em fazer aqueeela escova com capinha e babyliss antes de ir conferir, tá? Hahahaha. A gente ficou por lá mais ou menos uma hora, daí quando o Raoni e o meu padrasto terminaram de fotografar tudo de todos os ângulos possíveis, voltamos para o ônibus fofinho, porém desgraçado.

Depois das Cataratas a gente ainda queria fazer algum outro passeio, então resolvemos comer lá no Parque Nacional de Iguaçu mesmo, o que a gente já imaginou que seria arriscado… Comer nesses lugares muito turísticos sempre é caro e ruim, né?? Mas até que a comida por lá tava dentro do razoável, uma coca-cola com um sanduiche baguetão natureba de frango custa R$ 13 por lá. Quando eu pensei que meu problema de fome e sede estavam pra acabar, a treta só começou: a praça de alimentação fica infestada de quatis malucos querendo roubar nossa comida a qualquer preço! Eles ficam pulando, correndo, dando patadas… E são fortes pra caramba! Teve uma hora que um desses pentelhos tentou com tanta força catar meu sanduíche com tanta vontade que eu levei um super coice de quati e de quebra ainda dei uma cabeçada no cara que trabalhava como espantador de quati (sim!) por lá hahahaha. Foi engraçado, mas eu odeio que desafiem a minha relação com meus alimentos, então a partir daí terminei o almoço em pé mesmo.

Depois do almoço fomos brincar num pátio que tinha por lá, lotado de borboletinhas de todas as cores e encerramos o passeio nas cataratas! Realmente lá é muito lindo e divertido, viu? Vale muito a pena reservar umas 4 ou 5 horinhas do dia e ficar curtindo um tédio vendo o movimento das águas e brincando com os quatis, que apesar de extremamente ordinários, são realmente muito bonitinhos hahahaha. Mais alguém já foi pra lá?? Espero que tenham gostado do post, sei que já existem mil coisas na internet falando sobre esse passeio, mas quando gosto de um blog prefiro ver a perspectiva daquela pessoa sobre o assunto então… Beijos e até amanhã <3

 PS: foi mal pela falta de alguns acentos galera, tô usando o computador da minha sogra enquanto a gente faz uns bolinhos caipira com vaca atolada, nhammy!

10 Comentários sobre Cataratas do Iguaçu