Battle Royale

Essa dica é pra você que curte filmes japoneses ou é fã de Jogos Vorazes e ta afim de uma coisa mais violenta/esquisita.

Há algumas semanas, meu irmão de 13 anos descobriu um novo filme favorito e me fez assistir. Na verdade eu fiquei meio chocada com o teor violento, terrorista e assustador do filme, que esse pequeno pedaço de diabetes em formato de criança estava adorando, mas… É uma boa dica mesmo, gente!

A história é meio intrigante: no início do milênio a nação entrou em colapso (pois é gente, tem que entrar no clima pra acreditar kkkkk). Com uma taxa de desemprego super alta, dez milhões não tinham emprego e 800 mil estudantes pestinhas e revoltadinhos boicotaram a escola. Só que os adultos japoneses vocês sabem como são, né? Inseguros, então eles ficaram com medo que as criancinhas louquíssimas da autoconfiança tripudiassem em cima deles e pintassem os sete (hahahaahahah, parei). Então eles aprovaram uma super lei incrível que eu to louca pra reunir meus ex-alunos de ballet e testar, chamada ATO-BR (hahahaha brincadeira, gente s2s2s2s2), a Lei da Reforma Educacional do Milênio.

O programa “Battle Royale” consiste em sortear uma turma de qualquer ensino médio do país, transportá-la para uma ilha deserta e forçar os alunos a um jogo meio que radical:

    • Só pode haver um vencedor;
    • O vencedor será o único sobrevivente;
    • Se em três dias existir mais de um participante vivo, todos perdem (o jogo e a vida, hihihi).

Assim, cada um dos 42 alunos e alunas recebe um saco de conteúdo aleatório, que pode ser uma super arma letal e malvada, ou uma grande inutilidade, como uma tampa de panela ou um corta-unhas. HAHAHAAH, certeza que no meu ia vir tipo, um papel de bala.

Cada um com a sua mochilinha, o jogo começa e o filme começa a ficar super interessante… Coisa que você só ficará sabendo ao assistir, porque eu não vou contar mais! <3

Uma coisa que poucos sabem, porém, é que esse filme tem uma continuação! O Battle Royale II: Requiem. Mas daí eu já achei meio avacalhação. Por mais que eu tenha super gostado do primeiro, foi difícil pra mim entrar no clima e não achar a trama meio lunática demais… E no segundo, pra mim foi impossível não pensar ‘puxa, que besteira’.

A história acontece 3 anos depois do primeiro filme. Em Battle Royale II, alunos de uma turma da escola de ensino médio (dentre esses alunos, a filha do professor que foi responsável pelo último BR) são mandados para o BR II. O objetivo não é os alunos matarem uns aos outros, e sim matar o líder da organização anti-BR. É tudo feito em duplas: garoto n° 1 e garota n° 1, garoto n°2 e garota n°2,e por aí vai. Só que, um parceiro não pode ficar mais de 50 metros longe do outro, se não a coleira dos dois explode. E também, quando um da dupla morre, a coleira de seu parceiro automaticamente explode.

Ou seja, pra mim não funcionou muito bem, achei meio Tom&Jerry, mas acho que quem gosta de mangás e animes deve achar incrível. Talvez ache incrível também que toda essa loucurinha/fenômeno começou com um mangá!

Battle Royale é um livro de Koushun Takami, publicado no Japão em Abril de 1999, quando foi um dos romances mais vendidos (e controversos) no país. No Brasil, o mangá começou a ser publicado no pela Conrad, bastante famosa por não terminar nada que começa, no final de 2006. Parece que 12 volumes (de um total de 15) foram publicados. Porém, em novembro de 2007 foi interrompido o lançamento de novas edições – o que persistiu até julho de 2011, quando finalmente lançaram o volume 13 da obra. O volume 15, e ultimo, foi lançado em Novembro de 2011 concluindo de vez a publicação do mangá no Brasil.

Esse filme é mais fácil pra vocês assistirem, em relação aos outros que eu costumo indicar aqui, ganhou até titulo em português, o super fiel ‘Batalha Real’. Quem estiver na duvida ainda do compra-não-compra/ baixa-não-baixa, o diretor é Takeshi Kitano, que também dirigiu meus favoritos ‘Dolls’ e ‘Hana bi’. Se ainda não convenceu, saiba que esse é o filme favorito do Tarantino! Talvez sirva como ajudinha, né? Assiste e me conta, beijo <3.

3 Comentários sobre Battle Royale

3 Comentários sobre Battle Royale