7 Pecados Literários

Essa semana tá um pouco dificil não pensar em livro toda hora com a Bienal acontecendo em São Paulo com tanta coisa legal, né? Pra mim é a desculpa perfeita pra só falar sobre isso hahahaha.

Eu acho muito bacana isso de responder TAG e conhecer todo mundo dos blogs um pouco melhor, normalmente essas perguntinhas são daquelas que jamais alguém faria para nós, então acho divertido responder aqui. A de hoje eu peguei lá no Reino de Morango, achei a minha cara e vou responder agora, é engraçadinha!

Ganância: qual o seu livro mais caro? E o mais barato? Meus livros mais caros empatam! Hahahahaha, hoje em dia eles estão mais baratinhos, mas ganhei-os na época do lançamento, lembro que eram livros que eu queria muito e realmente vão me acompanhar para sempre, porque além de lindos são muito interessantes:

Foi com esse livro que aprendi várias técnicas de cozinha que uso bastante, como massa folheada e sorvetes, é muito didático e tem uma ordem de leitura excelente pra quem quer aprender a fazer todas as receitas.

Ganhei de presente de aniversário de dois grandes amigos e fiquei muito emocionada, porque era um livro que eu queria muito mas nunca comprava porque achava caro, só que eles adivinharam isso porque nunca contei pra ninguém. Ele é provavelmente o livro mais bonito que eu tenho, encadernação e seleção de imagens impecável.

Também rolou empate na hora de selecionar os livros mais baratos e não poderia deixar nenhum de fora porque eles são provavelmente meus livros favoritos! São eles:

Os três são livros da sabedoria hahahaha, são leituras densas porém muito instrutivas, ricas em conhecimento. Acho que são os livros que eu levaria comigo naquela vibe do ‘se eu fosse para uma ilha deserta ‘.

Ira: com qual autor você tem uma relação de amor/ódio? Pra que ter relações assim com um autor quando se pode ter com uma editora inteira? É exatamente assim que eu me sinto em relação a Intrínseca! Lançou meus livros favoritos e também os mais bregas e horríveis que eu já vi na vida. O problema? Os que eu gosto, além de não ter divulgação alguma, parece que são impressos 5 exemplares, porque são raramente encontrados a venda. O dono da editora, Jorge Oakim era uma das pessoas que eu mais admirava na vida, mas hoje em dia penso que talvez ele tenha ido longe demais.

Gula: que livro você devorou sem vergonha alguma? A Day at elBulli, do Ferran Adrià. Namorei muito o primeiro livro nos meus tempos de livreira, até que ganhei de dia dos namorados ano passado.

Adoro porque quase não tem receitas, é realmente sobre os bastidores desse restaurante que já foi uma verdadeira obsessão na minha vida, hahahaha. Tem as listas de compras deles, o horário pra tudo acontecer, mapa dos armários, geladeiras e salão… Várias curiosidades.

Preguiça: qual livro você tem negligenciado devido a preguiça? Asterios Polyp, sem dúvidas. Nunca fui de ler quadrinhos, não é um estilo que eu valorize normalmente, mas a crítica foi tão boa e persistente ao falar desse livro, que tornou-se para mim um objeto de desejo.

Eu comecei a ler e parece realmente ser tudo aquilo o que eu ouvia falar, mas… Empaquei. O formato do livro é grande, tem que ler sentada no sofá e nesses momentos a televisão me ganha de coração mesmo, então a leitura continua inacabada… Por pura preguiça.

Orgulho: que livro tem mais orgulho de ter lido? O The Family Meal foi um marco para mim! Primeiro livro que fiz a maioria das receitas em casa e sem adaptar nada, leva toda a autenticidade e o carinho do elBulli para dentro da nossa casa de maneira rápida, prática e fácil.

Aprendi a fazer uma lista de mercado que dure todas as refeições do mês sem nada estragar logo no segundo capítulo, então recomendo pra quem quer uma cozinha completa para o dia a dia.

Luxúria: quais atributos você acha mais atraentes em personagens masculinos e femininos? Eu não leio muitos romances, mas se tem uma coisa que eu gosto é quando as pessoas são boas. Um romance emocionante pode ser reduzido a zero se a mocinha ou o mocinho não são legais.

Adorei a leitura de Um Dia, do David Nicholls, mas o Dexter é tão repugnante como pessoa que eu torcia a cada segundo para que Emma jamais tivesse noticias dele. Outro exemplo foi a leitura de Dupla Falta, da minha romancista favorita, Lionel Shriver. O livro é muito viciante, mas em determinado momento me lembro de torcer para que a Willy quebrasse o braço e nunca mais jogasse tênis.

Inveja: que livros você gostaria de receber de presente? Eu tenho a sorte de poder comprar todos os livros que quero de verdade, às vezes quando fico sendo muito mão de vaca o Raoni me dá eles de presente então acabo lendo de uma forma ou de outra hahahaha. Existem dois livros que ando querendo ler e vou comprar provavelmente na Bienal neste fim de semana. Gosto de não comprar livros quando a data da feira de aproxima porque assim compro lá com calma, escolhendo melhor tudo o que eu realmente quero ter em casa, afinal já não tenho mais tanto espaço pra guardar livros assim. Eu quero:

Bom, acho que respondi direitinho! Pensei bastante nas respostas pra garantir que realmente citei apenas livros importantes para mim. Se você curte TAG e curte livros, faz uns dias eu lancei uma bem bacana sobre nossos primeiros livros favoritos, bastante gente respondeu e vários comentários no assunto também, olha que legal!


Agora, se o negócio pra você é levar um livro maneiro para casa, participa do sorteio do box Tudo e Mais Um Pouco! Vai só até o dia 15/8. Beijo e até amanhã <3

2 Comentários sobre 7 Pecados Literários