5 coisas incríveis que ficaram no passado

18 de agosto de 2014

Quem nunca acordou saudosista? Quem nunca teve vontade de comer alguma coisa que pararam de fabricar? Aqui em casa eu e o Raoni sempre falamos sobre isso, ficamos horas lembrando de coisas da infância que amávamos, mas que jamais teremos de volta… Por um lado é interessante, afinal muitas delas foram substituidas por outras coisas que amamos e podem até ser mais incríveis, mas por outro lado, dá muita saudade, né? Na semana passada pensamos mais nisso do que nunca, tanto que acabei enumerando 5 coisas que sinto saudade e sei que nunca mais vão voltar:

Balas: acho que elas são a maior prova que tudo o que é bom um dia acaba, né? Todo mundo que converso sente falta de alguma bala que amava quando era mais novo, só que infelizmente não fabricam mais. O Raoni sofre por uma que chamava Frumelo, que era tipo uma 7belo só que muitoooo mais gostosa, segundo ele, claro! Nunca comi, mas já me sinto íntima de tanto que ele fala, então imaginem o tamanho da saudade. Eu já morro de amores por uma que chama Fizz, da Arcor. Ela é durinha e vinha embalada em uma fita, com balas de uva e laranja… O nome efervecente vem justamente porque o recheio é sal de fruta, uma delícia! Só de falar nela a minha boca já enche dágua, juro hahahaha. Ano passado tive o prazer de ereencontrar essa delícia da Arcor, porque fui para a Argentina e lá ainda vende, até mostrei no video de comprinhas da viagem. Ou seja, se algum de vocês for viajar EU QUERO ESSA BALA!

Biblioteca da escola: eu adoro livrarias, já falei muito sobre isso com vocês, todo mundo sabe o quanto eu amo livros, mas talvez vocês nem imaginem que uma das minhas maiores saudades é justamente a biblioteca da escola. Tem coisa melhor do que poder procurar coisas legais dentre dezenas de prateleiras de livros grátis? Acho que deixo de ler muitas coisas porque não sei se são legais o suficiente para comprar, já na biblioteca da escola era diferente, porque o meu maior prejuizo era o espaço da mochila, então descobri muitos livros incriveis e divertidos e não pagava nada por isso.

Bingo: ok, maior saudade de velha, eu sei! Entendo que muitas familias sofreram e sofrem até hoje com os prejuízos trazidos pelos jogos de azar e por isso concordo que eles devem ser ilegais. Mas fui em uma festa junina com o meu padrasto ha algumas semanas e relembrei como esse jogo pode ser divertido! Fui pra jogar a cartela grátis que o meu ingresso dava direito e acabei jogando mais umas 3, enquanto lembrava de como era jogar com os meus irmãos em casa. Acho que quase todo mundo já teve aquele brinquedo de bingo, com aquela gaiola redonda que girava, girava, girava… Até nunca sair o número que a gente precisava! Hoje em dia tem gente que joga na internet, existem muitos sites fofinhos para quem tem saudade de jogar bingo, mas como a maioria envolve dinheiro eu não curto e não acho legal. Tentei uma vez, mas não fez muito sentido pra mim, gostava mais quando jogava com os meus irmãos valendo os Pokémons que vinham no Guaraná Antártica hahahaha.

Barrinha de Choco Krispis: sucrilhos no geral é algo muito nostálgico pra mim, tanto que até hoje faz parte do ritual de comemorar aniversários aqui em casa. Mas se tem uma lembrança da minha infância que até hoje está muito, mas muito viva, são das barrinhas de Choco Krispis. Lembro que levaram na minha escola para a gente experimentar antes do lançamento (levavam muitos produtos nas escolas de São Caetano do Sul, acho que daí veio a minha paixão por resenhar coisas hahahaha) e eu gostei tanto, que quando finalmente chegou ao mercado, viciei a minha familia inteira e a minha mãe sempre comprava várias quando ia às compras. Eram vários sucrilhos de chocolate do elefante coladinhos uns aos outros com calda de chocolate e nossa… Era muito gostoso! Lembro que grudava tudo no dente, mas eu ficava muito feliz em comer, a minha família inteira amava.

TV Globinho: de todas as perdas infantis que tive na vida, acho que essa foi a última! No começo eu odiava TV Globinho, porque eles ficavam falando muito daquele lugar inventado tosco deles, acho que chamava Bambuluá ou algo do tipo. Mas depois foram parando com essa palhaçada e colocando mais desenhos, daí eu comecei a gostar. Sempre odiei desenhos voltados para o público masculino, tipo com Super Heróis, carros e perseguições. Mas amava assistir Pokémon, Hamtaro (pra sempre o meu favorito!) e 3 Espiãs Demais. Elas eram uma gracinha, né?

Alguém concorda? Alguém sente falta das mesmas coisas? Quero saber do que vocês sentem saudade! Espero que tenham gostado do post e lembrem-se: recordar é viver! Mil beijos e até amanhã <3

6 Comentários sobre 5 coisas incríveis que ficaram no passado